Líder da extrema direita francesa é pego pelo pescoço durante briga em comício

Eric Zemmour, candidato à presidência da França, foi agarrado pelo pescoço durante evento organizado por seus apoiadores


0
Comício do candidato de extrema-direita da França teve briga entre apoiadores e membros de movimentos antirracista (Foto: Reuters/reprodução)

O jornalista e candidato da extrema direita francesa Eric Zemmour foi pego pelo pescoço, no domingo (5), em uma briga durante o evento de lançamento de sua campanha à presidência da França, em 2022.

Enquanto Zemmour se movia pela multidão em direção ao palco para fazer seu discurso, um homem se lançou e agarrou o candidato pelo pescoço em um ato que durou apenas uma fração de segundos, até que fosse abordado pelos seguranças e colocado sob custódia pela polícia.

Embora Zemmour tenha feito seu discurso, sua equipe disse depois que ele se feriu no incidente e que um médico pediu um descanso de nove dias, informou o jornal Le Monde.

Zemmour promete a “reconquista”

O jornalista francês prometeu, durante o seu primeiro comício político, uma “reconquista” do país depois do que chamou de décadas de declínio.

“Se eu ganhar esta eleição, não será outra rotação de poder, mas uma reconquista do maior país do mundo”, disse Zemmour em um discurso de quase uma hora e meia.

A expressão evoca o período histórico conhecido como “Reconquista”, quando as forças cristãs expulsaram governantes muçulmanos da Península Ibérica.

Com ecos da primeira campanha de Donald Trump para presidente dos Estados Unidos, Zemmour prometeu vetar a imigração e acabar com alguns impostos, o que causou uma efusiva onde da aplausos de seus 15 mil apoiadores presentes, segundo os organizadores. A contagem da Reuters estima cerca de 10 mil presentes.

Briga

Apoiadores de Zemmour deram socos e cadeiradas em vários manifestantes vestindo camisetas antirracismo e que tentavam se levantar enquanto Zemmour fazia seu primeiro discurso desde que declarou sua candidatura.

Cinco manifestantes ficaram feridos, disse a associação.

Antes do início da manifestação, a polícia prendeu várias dezenas de manifestantes contrários ao candidato de extrema direita, e perseguiu outros nos arredores do gigantesco salão de convenções, ao norte de Paris.

Centenas de manifestantes também marcharam em Paris contra o candidato e suas bandeiras.

Fonte: CNN

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui