Líder tem que ter a capacidade de se comunicar e interagir com empatia, afirma consultora

"Uma empresa que não dá lucro é irresponsável socialmente", destaca a diretora e consultora da Capital Verde, Raquel Winter Reali.


0
Raquel Reali (Foto: Rodrigo Gallas)

A diretora e consultora de capacitação organizacional da Capital Verde, Raquel Winter Reali, falou sobre liderança e resultados no ambiente profissional em participação no programa Troca de Ideias desta terça-feira (8).


ouça a entrevista

 


Conforme ela, o líder em si é uma pessoa que vai determinar os melhores métodos para motivar e conduzir o seu time rumo aos objetivos e metas estabelecidas. Ela explica que é tarefa do líder entender os melhores processos para que seus liderados queiram seguir até aquela meta, junto com a empresa.

Para Raquel, a pandemia de coronavírus “salientou o quanto a gente tem de desenvolver as lideranças” nos níveis estratégico, tático e operacional, no sentido de qualificar a dinâmica e a comunicação interna. Uma gestão organizacional, explica ela, auxilia líderes na organização do tempo e das rotinas para harmonizar a empresa e enfrentar os desafios de mercado.

A consultora afirma que “o que não pode faltar em um líder é a capacidade de se comunicar e interagir com pessoas, com empatia. Acho que esse é o nosso grande desafio: saber se colocar no papel do outro e saber orientar e motivar”, percebe.

De acordo com ela, uma liderança eficiente vai se mostrar em diversos indicadores, como o financeiro, o nível de satisfação dos colaboradores, na relação com o mercado, em aspectos ambientais. “Uma empresa que não dá lucro é irresponsável socialmente”, destaca.

Texto: Tiago Silva
web@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui