Lívia Teles e família desembarcam nos EUA para tratar AME

Menina de Teutônia busca cura para a doença degenerativa.


0
Foto: Divulgação

A família da menina Lívia Teles, de Teutônia, anunciou, nas redes sociais, a chegada nos Estados Unidos para o tratamento contra a Atrofia Muscular Espinhal (AME). A pequena, que está a três meses de completar 2 anos, desembarcou na quinta-feira (30).

Nos perfis da campanha eles agradeceram a todos que colaboraram fazendo doações. “A gratidão que sentimos não cabe em nossos corações e em palavras! É emocionante demais estar realizando esse sonho. Essa vitória é de todo mundo que caminha com a gente. Por isso, mais uma vez: OBRIGADA!”.

Os próximos passos do tratamento devem ser anunciados nos próximos dias. Ele será feito nos EUA pois não é regulamentado no Brasil. Médicos indicam que seja aplicado até os 2 anos de idade, por isso a corrida contra o tempo para garantir os R$ 9 milhões necessários. Foi quase um ano de campanha para atingir o objetivo.

Com a chegada da pandemia da Covid-19, e consequentes impactos à cotação das moedas, o valor foi aumentado para R$ 12 milhões. No dia 1º de julho a menina alcançou os R$ 9 milhões previstos inicialmente e, diante do feito, recebeu decisão judicial para obter o restante através de custeio do governo federal. A decisão foi de um juiz federal de Lajeado e de um desembargador de Porto Alegre, que não tiveram os nomes divulgados pela família da menina.

Texto: Natalia Ribeiro
jornalismo@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui