Livro organizado por historiadores da Univates destaca trajetória da Languiru 

Relatos do presidente Dirceu Bayer compõem a obra, organizada pelo PPGAD e pelo CMDPU/MCN


0
Foto: Assessoria de Comunicação da Languiru

A – Univates, por meio do Programa de Pós-Graduação em Ambiente e Desenvolvimento (PPGAD) e do Centro de Memória, Documentação e Pesquisa da Univates, vinculado ao Museu de Ciências (CMDPU/MCN), esteve envolvida na elaboração da obra “Cooperativa Languiru: da reestruturação à consolidação – A estratégia de crescimento e diversificação, após a reestruturação a partir de 2002”.

O livro recentemente lançado marca e integra a comemoração dos 66 anos da Languiru, celebrados em 13 de novembro – quando também foi divulgada oficialmente a obra, que está sendo distribuída pela própria Languiru para os associados.

A obra idealizada por Dirceu Bayer, presidente da Cooperativa Languiru, foi publicada com o apoio do setor de Comunicação, Marketing e Cooperativismo da Languiru, do CMDPU da Univates e da Ocergs-Sescoop/RS. “Esta é a segunda edição que versa sobre o tema. É um registro da história da Languiru, garantindo que isso não se perca com o tempo, um legado da Cooperativa às futuras gerações. Agradeço a todos os envolvidos no desenvolvimento deste segundo livro, obra que reconhece o trabalho de gestão profissional realizado, atendendo aos interesses do quadro social da Cooperativa”, frisa o presidente.

O material produzido ao longo dos últimos meses revela uma exaustiva pesquisa histórica e a evolução da Cooperativa até os 65 anos, comemorados em 2020. Chegando ao 66º aniversário, alguns capítulos extras já seriam necessários, pois a Languiru segue crescendo e conta com novas unidades comerciais e industriais no seu diversificado ramo de atuação.

Foto: Assessoria de Comunicação da Languiru

Time da Univates 

Os pesquisadores envolvidos relatam que foi desafiador realizar a pesquisa, pois o universo de informações, documentos escritos e imagens era amplo, afinal trata-se da história de pessoas que fizeram parte de uma das maiores e mais antigas cooperativas do Brasil.

“A obra transmite a visão em relação às questões sociais, investimentos e preservação da memória institucional”, enaltece Patrícia Schneider, mestra em Patrimônio Cultural e profissional do CMDPU/MCN, que também participou da organização do livro, juntamente com a professora Neli Teresinha Galarce Machado, professora da Univates e coordenadora do PPGAD.

A obra é uma continuação da primeira edição, “Caminhos da recuperação da Cooperativa Languiru”, publicada em 2014, que aborda a história de 2002 até 2012. “Ao olharmos o resultado, é importante observarmos a trajetória exitosa como consequência de uma série de ações e decisões orientadas pela gestão estratégica, a partir do programa de reestruturação iniciado há cerca de 20 anos. Quando olhamos para trás, vemos que valeu a pena. O desempenho no passado recente nos permite sonhar mais e verificar que, crescendo a Languiru, crescem também os associados, os empregados e as comunidades em que estamos inseridos”, conclui Bayer. AI/VM

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui