Lixo espalhado pela Cascalheira, entre os rios Forqueta e Taquari, chama atenção

Foram necessários nove sacos para recolher os resíduos do final de semana.


1

Na manhã desta segunda-feira (28) ouvintes da Rádio Independente enviaram fotos e vídeos de lixos espalhados pela praia da Cascalheira, na divisa dos rios Forqueta e Taquari. O local, que fica entre os municípios de Arroio do Meio e Lajeado, é bastante frequentado por veranistas neste período. Ainda nesta segunda, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema), juntamente com a Secretaria Municipal de Agricultura, realizou a retirada dos resíduos.


ouça a reportagem

 


Um morador de Lajeado e frequentador do local, Ederson Brock disse que é comum encontrar lixos na beira do rio. “É comum, a gente tá aqui direto. O certo é colocar mais lixeiras, porque vem muita gente, nos finais de semana lota. Alguns levam para a lixeira, mas a maioria deixa atirado”, conta.

O secretário da Sema, Luis André Benoitt, diz que placas de alerta devem ser instaladas. “Hoje pela manhã chegaram imagens para nós da quantidade de lixos espalhados. Estamos vendo para colocar novamente placas de proibido colocar lixo, dar uma revisada nas lixeiras, já que temos duas, mas se precisar mais serão colocadas, mas indiferente disso precisamos da conscientização das pessoas. Não tem como cuidar e vigiar essas atitudes a todo momento”, comenta.

Na tarde desta segunda-feira (28) banhistas se refrescavam nas águas da praia da Cascalheira (Foto: Caroline Silva)

A instalação de placas informativas para a praia da Cascalheira também é uma ideia do Conselho do Meio Ambiente e Saneamento de Lajeado (Condemas). O vice-presidente do Condemas, o geólogo Cristiano Danieli, diz que além disso, também é preciso conscientização das pessoas. “Este assunto é bastante recorrente e debatemos bastante isso. Envolve 90% de educação e o mais difícil é isso. Temos que sempre bater nessa tecla. Nós tivemos a ideia neste ano de colocar placas indicativas, e até para evitar pescas predatórias também. Para 2020 devemos implantar isso”, conta.

Conforme a Sema, nesta segunda-feira foram necessários nove sacos de lixo para recolher os resíduos do final de semana.

Assista aos vídeos

Texto: Caroline Silva
jornalismo@independente.com.br

1 comentário

  1. Esse povo do vale do Taquari é muito relaxado mesmo! Isso eu já constatei há 10 anos, quando me mudei para Lajeado. Estes porcalhões sempre deixam lixo espalhado em qualquer lugar público onde se reunem, seja pelas avenidas, Parque do Dick, Univates, etc. Será que é muito difícil recolher o lixo que fazem? Na Univates por exemplo, existem lixeiras nas paradas de ônibus, onde estes relaxados se reunem. Mas mesmo assim, muitas vezes, deixam o lixo espalhado pelo chão bem próximo às lixeira. E falta de lixeira não é desculpa para deixar lixo espalhado por aí. Deveriam haver câmeras espalhadas por estes locais e multas pesadas para estes porcalhões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui