Luiza Possi se reinventa na quarentena e prepara álbum de inéditas

A convivência em família e a prática diária de piano impulsionaram uma onda de renovação na cantora.


0
Luiza Possi se transforma durante a quarentena (Foto: Divulgação/Pupin+Deleu)

Em isolamento social desde março, Luiza Possi faz da convivência em família e da arte suas aliadas para passar pelo atual momento de incerteza provocado pela pandemia do coronavírus. O que não quer dizer que seja um processo fácil. A cantora, que está com 36 anos, viveu altos e baixos até conseguir encontrar uma forma de se manter em equilíbrio e vivenciar toda essa situação da melhor maneira possível.

“Na verdade, são vários períodos, porque passou tanto tempo desde que entramos em quarentena. Já teve a fase que não tinha cabeça para nada, não queria fazer nada. Depois, vieram as lives, pensei que seria um caminho para me reinventar e fui para a linha de frente”, conta a artista, que fez do piano seu melhor amigo.

“Uma vez confinada, decidi tocar piano todos os dias. Isso foi incrível, porque eu me desenvolvi muito. Instrumento é relação, você só tem intimidade se pratica. E eu passei a compor mais”.

Esse momento de reclusão e introspecção somados à imersão no estudo do piano, movimentaram tanto Luiza Possi que ela já lançou dois clipes, um da música “Só seu” e outro, gravado em 2016, mas que ainda estava inédito, da música “Pensando Bem”. E planeja gravar outro ainda este mês. Além disso, a cantora está compondo com frequência e vai gravar um álbum de inéditas.

“Devo começar a gravar ainda em agosto junto com o De Maria, um cantor com quem trabalhei anteriormente. Eu escrevi 15 músicas durante o isolamento e estamos tentando chegar a 20, para escolhermos 10 canções. Isso é o que me move, conseguir pensar além desse desastre”, revela Luiza Possi, que entende que o trabalho de artistas como ela está sendo fundamental para ajudar na manutenção da saúde mental de quem está em casa.

Transformada por dentro e por fora

Essa montanha-russa de emoções gerou transformações internas e externas na cantora, mais especificamente no cabelo. Retocar o loiro foi um dos passos para entrar no clima de renovação que veio à tona com a produção do novo álbum. Ela escolheu Imédia Excellence, de L’Oreal Paris, na nuance número 9.

“Estou me preparando para enfrentar um mundo que está difícil à beça, a gente sai transformado da quarentena. Estava precisando me sentir poderosa, mudei para uma cor mais parecida com a do cabelo do meu filho e com o meu loiro, que é um pouco mais mel, um pouco mais dourado”, comenta a Luiza.

Familiarizada com Imédia, que traz a nova rotina de cuidados inspirada nos salões, a cantora conta que é muito tranquilo realizar todo o procedimento em casa:

“O processo foi bem tranquilo. Vem todo o passo a passo, super fácil. Já usei Imédia Excellence da L’Oreal várias vezes na vida, mas essa é a primeira parceria com a marca. Sempre me identifiquei por ser uma marca de empoderamento feminino e com alto padrão de qualidade. É aquela coisa: virei loira L’Oreal Paris! Isso é uma honra”.

Essa retomada à beleza natural, após todos esses processos transformadores, está fazendo com que a artista se olhe no espelho com outros olhos.

Fonte: Revista Quem/Globo

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui