Mãe de umas das três crianças importunadas por motorista em Santa Clara do Sul relata situação

Segundo a mãe da menina, o Conselho Tutelar teria ligado para família orientando para não fazer o registro policial.


1
Foto: Joel Alves

Relembre o caso: Motorista de van é acusado de importunar menores em Santa Clara do Sul


OUÇA A REPORTAGEM 


A reportagem tentou contado com o Conselho Tutelar do município por telefone, devido ao fato de estar fechado após ás 17h, não houve atendimento.

Para esclarecer a situação o Conselho Tutelar Santa-clarense emitiu uma nota de esclarecimento. Confira abaixo a nota na integra.

Nota de esclarecimento

Diante dos fatos noticiados pela imprensa no dia 15/12/2020, sobre a acusação de assédio à crianças do Município de Santa Clara do Sul e a atuação do Conselho Tutelar Santa-clarense, reafirmamos nosso compromisso na proteção de crianças e adolescentes. Diverso do noticiado, após o recebimento de denúncia pelo educandário frequentado pelas menores, ainda no dia 11/12/2020 o Conselho Tutelar contatou com o Promotor de Justiça da Infância e Adolescência de Lajeado. Recebemos orientações para encaminhamento dos documentos, bem como das medidas de proteção amparadas no Estatuto da Criança e Adolescente. Em decorrência das orientações, na segunda-feira (dia 14/12/2020) foi realizada uma reunião com o Secretário da Educação, sugerindo o afastamento imediato do motorista envolvido, o que foi prontamente atendido. Ainda, o Conselho Tutelar de Santa Clara do Sul buscou a disponibilização de atendimento psicológico para as crianças juntamente com seus pais, o que também ocorreu. 

Para contextualizar os procedimentos adotados pelo órgão, as famílias envolvidas foram visitadas e orientadas a realizar Boletim de Ocorrência.

Contudo, no dia 15/12/2020, o Conselho Tutelar de Santa Clara do Sul foi informado pela Promotoria da Infância e Adolescência de Lajeado que o órgão já havia requisitado o inquérito policial. Logo, segundo a Promotoria, não havia mais a necessidade dos pais se deslocarem para efetuar o Boletim de Ocorrência, pois os fatos já haviam sido encaminhados para apuração. Após essa orientação, contatamos com os pais, via WattsApp, informando a orientação recebida da Promotoria.

O Conselho Tutelar de Santa Clara do Sul jamais será conivente com qualquer tipo de agressão à criança ou ao adolescente. Da mesma forma que atuou de forma responsável, ética e diligente no fato narrado, continuará a desempenhar suas atribuições legais com total dedicação à comunidade Santa-clarense.

Santa Clara do Sul, 15 de dezembro de 2020.

Conselho Tutelar

1 comentário

  1. Conselho tutelar de Santa Clara se mostrando INAPTO para continuarem trabalhando. Devem todos entrar em investigação. Acabar com o sigilo telefônico e conformando a informação de que pediram para não denunciar a polícia prender e responderem processo criminoso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui