Mãe e padrasto são presos suspeitos de amarrar e torturar criança de 6 anos em Canoas

Menino era mantido amarrado na cama e teve a mão queimada no fogão, além de outras agressões. Segundo conversas obtidas pela polícia entre os dois, plano era abandonar a criança em um hospital


1
Menino era amarrado a cama em Canoas (Foto: Reprodução)

A Polícia Civil prendeu, na manhã desta quarta-feira (18), mãe e padrasto suspeitos de maus-tratos a uma criança de 6 anos em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre. A mulher, de 28 anos, foi presa em Canoas e o homem, de 24, em Campo Bom. Segundo as investigações, o menino era mantido amarrado com lenços na cama e sofria agressões.

“Essa criança era submetida a castigos bárbaros, tal como queimar a mão no fogo, ficar amarrada por horas a fio e por vários dias a cama, em casa, como forma de repreensão por suposto mau comportamento”, diz o delegado responsável, Pablo Rocha.

Ainda segundo o delegado, a criança foi ouvida e confirmou as práticas.

Conversa entre mãe e padrasto confirmam crimes, segundo a polícia (Foto: Reprodução)
Casal planejava abandonar menino em um hospital de Canoas (Foto: Reprodução)

Fonte: G1

1 comentário

  1. São pior que cadelas .. essas mulheres hein pior que o RS e que tem mais desse tipo de crime .. que arrebentem a cara dela lá na cadeia .. revoltada .. parabéns a polícia agiu a tempo graças a deus .. mais ações como essa estamos precisando salvar vidas inocentes isso q queremos .. parabéns ao delegado da ação

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui