Maior horta urbana do mundo abre sobre os telhados de Paris

Nature Urbaine vai ocupar um total de 14 mil metros quadrados sobre os telhados do Parque de Exposições de Versalhes.


0
Vista aérea de parte da maior horta urbana do mundo instalada em uma cobertura no centro de exposições de Versailles, em Paris (Foto: Stephane de Sakutin/AFP)

Tão logo a França afrouxou a quarentena contra o coronavírus, Paris inaugurou aquela que pretende se transformar na maior horta urbana do mundo. Sobre os telhados do Parque de Exposições de Versalhes, no sul da capital, a Nature Urbaine vai ocupar um total de 14 mil metros quadrados.

No local, as técnicas mais avançadas de agricultura urbana tomam espaço, como aquaponia e aeroponia, que dispensam o uso da terra e tornam a estrutura mais leve e adaptada para um telhado. No lugar, é usado um substrato de coco onde crescem as raízes de morangos ou tomates.

“O objetivo das hortas urbanas não é de abastecer uma metrópole como Paris, mas contribuir para alimentar a cidade de uma maneira mais ecológica”, como explica a coordenadora da iniciativa, Sophie Hardy. “São produtos de alta qualidade gustativa, com circuito curto de produção. Evitamos, assim, os 1.500 quilômetros que costumam percorrer os tomates que chegam nos nossos pratos.”

Estruturas verticais

Na Nature Urbaine, as plantas crescem para cima, apoiadas em colunas verticais de PVC e bambu, e não espalhadas em fileiras no chão, como nas plantações tradicionais. Desta forma, um metro quadrado se torna cinco vezes mais produtivo do que o habitual, garante Sophie. Um local para a população urbana se reconectar com a natureza;

“Eu acho que a Nature Urbaine encarna o espírito do famoso ‘mundo depois da Covid-19’. Aqui nesta coluna, por exemplo, vemos acelgas crescendo, mas também temos flores, como as capuchinhas, que colocamos para atrair polinizadores”, conta. “Uma coisa que nos surpreendeu quando chegamos é que não havia nenhum inseto. Nada. Ficamos até um pouco preocupados, no início. Percebemos que, alguns meses depois de nos instalarmos aqui, que já temos abelhas, joaninhas, borboletas.”

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui