Mais cara do Brasil, cesta básica de Porto Alegre custa dois terços do salário mínimo, aponta Dieese

Para conseguir comprar uma cesta básica, o cidadão precisa trabalhar por quase 133 horas no mês


0
Foto: Ilustrativa / Pexels

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) divulgou, nesta quarta-feira (8), o valor da cesta básica de 17 capitais brasileiras em agosto. Segundo a entidade, Porto Alegre apresenta o maior custo médio dos produtos: R$ 664,67. O valor da cesta básica corresponde a quase dois terços (65,32%) do salário mínimo líquido.

Para conseguir comprar uma cesta básica, o cidadão precisa trabalhar por quase 133 horas no mês, aponta o Dieese, o que equivale a mais de 16 dias, em média, considerando uma jornada diária de 8h.

A pesquisa mensal mostra que, com base no custo da cesta básica em Porto Alegre, o salário mínimo necessário deveria ser equivalente a R$ 5.583,90 – 5,08 vezes maior que o salário mínimo atual, de R$ 1,1 mil. Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui