Mais de 27 mil pessoas não estão vacinadas contra covid-19 em Lajeado, e doses podem vencer

Prefeitura amplia horários nesta segunda e terça-feira para evitar desperdício de 3 mil doses da Pfizer


0
Cerca de 3 mil doses da vacina podem vencer até o próximo sábado (19) (Foto: Gabriela Hautrive / Arquivo Rádio Independente)

Cerca de 3 mil doses de vacinas da Pfizer, destinadas à aplicação da segunda dose ou dose de reforço estão por vencer em razão da falta de procura por parte das pessoas em Lajeado. Para evitar o desperdício, a Secretaria da Saúde está ampliando os horários de vacinação de adolescentes e adultos nesta segunda e terça-feira, dias 14 e 15 de fevereiro. Conforme a coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Lajeado, Juliana Demarchi, os imunizantes poderão ser usados até o próximo sábado (19), sendo que 19 mil pessoas não tomaram a dose de reforço; 7 mil não procuraram pela segunda dose e outros 1,6 mil adolescentes não se imunizaram, totalizando mais de 27 mil pessoas sem a proteção contra a covid-19 em Lajeado.


ouça a reportagem

 


Juliana relata que na semana passada foi feito um levantamento junto com a secretaria do Estado para avaliar o volume de pessoas não vacinadas no município. “A gente identificou mais de 19 mil pessoas que poderiam já ter feito a dose de reforço com a vacinação em atraso, mais de 7 mil pessoas com a dose 2 em atraso e mais de 1,6 mil adolescentes que poderiam ter feito a dose 2 e também não fizeram.”

Desta forma, a preocupação se voltou aos estoques de vacinas onde é feito o monitoramento contínuo das validades. “Estamos com um quantitativo aproximado de três mil doses que irão vencer nesta semana”, reforça. Por isso, é feito um chamamento especial para esse público que ainda não procurou pelo imunizante: “Disponibilizamos, hoje e amanhã, a ampliação do horário de vacinação até as 20h”, completa.

O primeiro ponto é conseguir ampliar a cobertura vacinal em Lajeado, o segundo é evitar que doses da vacina sejam descartadas, segundo a coordenadora. São vacinas da Pfizer que necessitam de um tempo diferente de armazenagem e por isso precisam ser utilizadas em um determinado período. “A vacina da Pfizer, a partir do momento que ela é descongelada e disponibilizada aos municípios, ela tem uma validade de 31 dias, que é uma validade curta tendo em vista o processo de fabricação desta vacina”, pondera.

Juliana reforça que os imunizantes ainda não estão vencidos então as pessoas não precisam se preocupar quanto a eficácia dele neste momento. “A gente faz o chamamento sempre antes, com período de antecedência para que as pessoas busquem para evitar o vencimento dessas doses”, explica.

Juliana Demarchi, coordenadora da Vigilância Sanitária de Lajeado (Foto: Gabriela Hautrive)

Horário estendido e local

Nesta segunda e terça-feira (15) o horário é estendido das 8h às 20h no Centro de Atenção Psicossocial Adulto (Caps Adulto), assim como já ocorre normalmente nas sextas-feiras. Nos demais dias da semana, a vacinação ocorre das 8h às 15h.

Intervalos entre a dose 1 e a dose 2

Para quem tomou a primeira dose da fabricante Pfizer, deve aguardar três semanas para receber a segunda dose. No caso da Fiocruz/Oxford/AstraZeneca, a segunda dose pode ser feita 10 semanas após a aplicação da dose 1. Já a segunda dose da CoronaVac pode ser feita após quatro semanas da primeira dose.

Intervalos entre a dose 2 ou única e a dose de reforço

Para dose de reforço das fabricantes Coronavac, Pfizer e Fiocruz/Oxford/AstraZeneca, são necessários quatro meses de intervalo entre a dose 2 e a dose de reforço. Já para quem recebeu a dose única da Janssen, é necessário aguardar dois meses entre uma dose e outra.

1ª e 2ª dose

A vacinação para crianças de 5 a 11 anos, com a dose pediátrica da Pfizer ocorre no Posto do Montanha, das 8h às 15h; para adolescentes de 12 a 17 anos, disponível no Caps Adulto, das 8h às 20h; para maiores de 18 anos (qualquer vacina disponível).

A vacinação para crianças de 5 a 11 anos, com a dose pediátrica da Pfizer ocorre no Posto do Montanha, das 8h às 15h; dois meses após D1; para a dolescentes de 12 a 17 anos, três semanas após D1, disponível no Caps Adulto, das 8h às 20h; para maiores de 18 anos (qualquer vacina disponível); maiores de 18 anos (Pfizer); três semanas após a D1; Coronavac, quatro semanas após D1 e Fiocruz/Oxford/AstraZeneca, 10 semanas após a D1. E, doses de reforço, para maiores de 18 anos (Janssen), após dois meses depois da dose única e Coronavac, Pfizer e Fiocruz/Oxford/AstraZeneca, após quatro meses após a D2, das 8h às 20h, no Caps Adulto.

Texto: Gabriela Hautrive
reportagem@independente.com.br

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui