Mais de 900 mulheres desapareceram no Peru durante a quarentena

O desaparecimento de mulheres é um problema endêmico no país, que viu a média de casos subir de cinco para oito por dia após o começo da crise sanitária.


0
Uma vendedora ambulante passa por grafite com a mensagem em espanhol: 'Cristo, esperança de vida' em Lima, no Peru, na quinta-feira (23), em meio à pandemia do Covid-19 (Foto: Martin Mejia/AP)

Mais de 900 mulheres, a maioria crianças e adolescentes, desapareceram no Peru durante os três meses e meio de quarentena nacional pela pandemia, um aumento em comparação com os números anteriores, informou nesta segunda-feira (27), a Defensoria do Povo. O desaparecimento de mulheres é um problema endêmico no Peru. Antes do confinamento, eram relatados em média cinco casos por dia, mas o número subiu para oito durante a crise de saúde, segundo a Ouvidoria.

“Precisamos saber o que aconteceu com elas”, disse o defensor Walter Gutiérrez à rádio RPP. Revollar afirmou “os registros de meninas e adolescentes desaparecidas são os mais altos e excedem 70% do número total”. Ela informou que, embora algumas mulheres tenham reaparecido mais tarde, por falta de um registro policial nacional, não se sabe quantas ainda estão desaparecidas.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui