Mais do que uma ponte, o Vale do Taquari precisa de um anel viário, afirma presidente da Amvat

“O que nós precisamos é de um diagnóstico concreto para as nossas necessidades”, expõe Paulo Kohlrausch


0
Presidente e prefeito de Santa Clara do Sul, Paulo Kohlrausch (Foto: Tiago Silva)

Um evento nesta quinta-feira (25), a partir das 19h30 no Clube Comercial em Encantado, marca as comemorações de 60 anos da Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat), fundada em 4 de novembro de 1961. Os prefeitos e os ex-presidentes serão homenageados, e será apresentado um documentário com as principais ações da entidade.

Em entrevista ao Troca de Ideias desta quinta-feira, o presidente e prefeito de Santa Clara do Sul, Paulo Kohlrausch, falou sobre o evento e as principais pautas da Amvat. “Vai ser um ambiente festivo, mas também reflexivo”, destaca.

Um dos assuntos que mais mobiliza lideranças do Vale do Taquari é a construção de uma segunda ponte sobre o Rio Taquari, principalmente após um acidente sobre a ponte do Arroio Boa Vista, na BR-386 em Estrela. Recentemente, em uma reunião-almoço da Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil), um técnico do Ministério da Infraestrutura passou a estimativa de que seriam necessários investimentos da ordem de R$ 38,4 milhões.

O presidente da Amvat pede mais detalhes concretos, ao questionar em que se baseia essa estimativa e onde seria edificada essa segunda ponte. “O que nós precisamos é de um diagnóstico concreto para as nossas necessidades e planejar um anel viário. Ou seja, não devemos afunilar, mas ampliar a possibilidade de desenvolvimento do Vale”, expõe.

“Mais do que uma ponte, e ela é importante, é um projeto de desenvolvimento e infraestrutura para o Vale do Taquari. Nós precisamos pensar num anel viário”, defende.

No entendimento de Kohlrausch, é preciso um conjunto de ações. Muitas delas não vão ser realizadas agora, admite, mas defende que estejam no horizonte de projetos realistas para a execução. “Temos que ter um trabalho profissionalizado para essa situação”, destaca.

Texto: Tiago Silva
web@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui