Mapas mostram que Talibã já retomou metade do Afeganistão com saída dos EUA

Militantes têm presença cada vez mais forte em todo o país


0
Talibã está se aproximando de centros urbanos afegãos em meio à retirada das tropas dos EUA (Foto: EPA via BBC)

O Talibã conquistou mais territórios no Afeganistão nos últimos dois meses do que em qualquer momento desde que o grupo foi retirado do poder, em 2001.

O mapa de controle do Afeganistão tem passado por constantes transformações nos últimos 20 anos. Nas imagens a seguir, observamos as mudanças sobre quem controla quais áreas no país.

Quem controla o Afeanistão? O governo ou o Talibã? — Foto: BBC
Quem controla o Afeanistão? O governo ou o Talibã? (Foto: BBC)

Nas últimas semanas, o Talibã parece encorajado pela saída progressiva das tropas dos EUA e vem tomando muitos distritos das mãos de forças governamentais.

Investigação do serviço afegão da BBC mostra que militantes radicais muçulmanos agora têm forte presença em todo o país, incluindo províncias do norte, nordeste e centro, como Ghazni e Maidan Wardak.

Eles também estão se aproximando de grandes cidades como Kunduz, Herat, Kandahar e Lashkar Gah.

O termo “controle” se refere aos distritos onde o centro administrativo, a sede da polícia e todas as outras instituições governamentais são controladas pelo Talibã.

Tropas dos Estados Unidos, de seus aliados na região e da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) retiraram o Talibã do poder em novembro de 2001. À época, o grupo protegia Osama bin Laden e outras lideranças da Al-Qaeda ligadas aos ataques de 11 de setembro de 2001, nos EUA.

Apesar da presença internacional contínua na região e de bilhões de dólares em apoio e treinamento às forças do governo afegão, o Talibã se reagrupou e recuperou gradualmente seu poder em áreas mais remotas.

Suas principais áreas de influência ficavam ao redor de pontos tradicionais no sul e no sudoeste: as províncias do norte de Helmand, Kandahar, Uruzgan e Zabul. Além destas, também eram presentes nas colinas Faryab, no norte, e as montanhas Badakhshan, no nordeste.

Uma investigação da BBC em 2017 mostrou que, enquanto tinha controle total de vários distritos, o Talebã também era ativo em diversas outras partes do país, organizando ataques semanais ou mensais em determinadas áreas e sugerindo uma força significativamente maior do que estimativas anteriores.

Em torno de 15 milhões de pessoas, ou metade da população, viviam em áreas controladas pelo Talibã ou onde o Talibã era abertamente presente, lançando ataques regulares contra forças do governo.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui