Marcelo Oliveira anuncia aposentadoria e ganha cargo no Grêmio

Depois de seis temporadas, lateral titular no penta da Copa do Brasil se despediu na vitória de ontem, contra o Coritiba.


0
Foto: Lucas Uebel / Divulgação

Marcelo Oliveira encerrou na noite de quarta-feira (7) sua carreira como atleta do Grêmio e assume a partir de hoje um novo projeto profissional no Clube. O ex-zagueiro e lateral-esquerdo gremista de 33 anos encerra seu vínculo como jogador, que iria até dezembro, para exercer a função de coordenador técnico do Departamento de Futebol. Já pensando na nova atividade, que inicia nesta quinta-feira, 08, Marcelo finalizou o curso de Gestão Esportiva pelo Barça Innovation e está encaminhando a conclusão do curso Gestão Técnica do Futebol, pela Universidade do Futebol.

Na manhã desta quinta-feira (8), Marcelo concedeu entrevista coletiva à imprensa no auditório do Conselho Deliberativo, na Arena. Acompanhado da esposa e dos dois filhos, recebeu das mãos do presidente Romildo Bolzan e do vice presidente de futebol Paulo Luz, uma placa em homenagem à carreira e uma camisa com o número 174, quantidade de partidas que defendeu a camisa tricolor. Para o presidente Romildo Bolzan, o Clube ganha um reforço importante ao poder contar com as habilidades do ex-atleta em campo, seu espírito de liderança, conhecimento técnico

O vice presidente de futebol Paulo Luz também se manifestou em homenagem a Marcelo, revelando que o Clube observou o agora coordenador técnico por muito tempo, identificando em Marcelo Oliveira as competências necessárias para a função.

Bastante emocionado, Marcelo Oliveira direcionou seu discurso à gratidão pelas oportunidades que teve como atleta, as quais retribuiu em campo, lembrou do sonho que tinha em vestir a camisa gremista e projetou a nova função. Oliveira também falou sobre seus objetivos na função como coordenador técnico e como pretende trabalhar no elo entre Clube e elenco.

Como jogador, Marcelo defendeu sete clubes, sendo o Grêmio o que mais atuou. Além do Tricolor, passou por Corinthians, Paulista de Jundiaí, Grêmio Prudente, Athletico-PR, Cruzeiro e Palmeiras entre 2005 e 2020, em 15 anos como profissional.

A última partida do zagueiro/lateral-esquerdo aconteceu na quarta-feira (7), diante do Coritiba. O Grêmio venceu por 2 a 1 e Marcelo entrou aos 48 minutos. Ele recebeu a braçadeira do capitão Paulo Miranda e, após o apito final, foi saudado por todos os seus companheiros.

Capitão

Foi em março de 2019, no empate em 0 a 0 com o Juventude, pela Copa do Brasil. Na ocasião, sofreu ruptura de ligamentos do joelho direito e passou por cirurgia.

Nos seis anos de Grêmio, Marcelo foi capitão da equipe em algumas oportunidades, vestindo a braçadeira. No período vitorioso pelo Tricolor, ficou marcado como exemplo de profissional, de comprometimento, comportamento e liderança. AI

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui