Médica detalha funcionamento e benefícios da oxigenoterapia hiperbárica

Técnica utiliza oxigênio 100% puro para restaurar tecidos agredidos por queimaduras, infecções ou traumas


0
Médica Vanessa Pletsch Brendler Borges, especialista em medicina hiperbárica (Foto: Rodrigo Gallas)

Os avanços da medicina hiperbárica e os benefícios para os pacientes foram assunto no bate-papo do programa Panorama desta segunda-feira (26). Conforme a médica Vanessa Pletsch Brendler Borges, especialista em medicina hiperbárica, a técnica utiliza oxigênio 100% puro para restaurar tecidos agredidos por queimaduras, infecções ou traumas.

O tratamento utiliza uma câmara na qual o paciente permanece deitado por um período definido pelo médico especialista, inalando oxigênio puro, que chega aos tecidos do corpo humano por meio da corrente sanguínea.

 Assista à entrevista

A Oxigenoterapia Hiperbárica é indicada nos casos de acidentes que causam esmagamentos, queimaduras, lesões que não cicatrizam, infecções nos ossos, infecções necrotizantes de tecidos moles, lesões causadas pela radioterapia, complicações pós operatórias, isquemia de enxertos, entre outros.

A médica Vanessa faz parte da equipe de Medicina Hiperbárica do Hospital Ana Nery de Santa Cruz do Sul. Interessados no serviço devem fazer acessar o site hiperbaricahananery.com.br, ou entrar em contato pelo WhatsApp: (51) 9 9560-5907.

Saiba mais:

Principais indicações para o tratamento:

  • Gangrena gasosa;
  • Síndrome de Fournier;
  • Infecções necrotizantes de tecidos moles;
  • Lesões por esmagamento (acidentes que causam esmagamentos), síndrome compartimental, reimplantação de extremidades amputadas e outras isquemias agudas traumáticas;
  • Vasculites agudas de etiologia alérgica, medicamentosa ou por toxinas biológicas (aracnídeos, ofídios e insetos);
  • Queimaduras;
  • Lesões que não cicatrizam: feridas na pele, lesões do pé-diabético, úlceras (escaras) de decúbito, úlcera por vasculites auto-imunes, dificuldade de cicatrização pós-cirúrgica;
  • Lesões por radioterapia;
  • Enxertos comprometidos ou de risco;
  • Osteomielites (infecção nos ossos).

Benefícios da medicina hiperbárica:

  • Combate infecções bacterianas e por fungos;
  • Compensa a deficiência de oxigênio decorrente de entupimentos de vasos sanguíneos ou sua destruição (em casos de esmagamentos e amputações de braços e pernas, normalizando a cicatrização de feridas crônicas e agudas);
  • Neutraliza substâncias tóxicas e toxinas;
  • Potencializa a ação de alguns antibióticos, tornando-os mais eficientes no combate às infecções;
  • Ativa células relacionadas com a cicatrização de feridas complexas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui