Melhor queijeiro do Brasil é de Poço das Antas

Henrique Herbert, 28 anos, é formado em Engenharia de Alimentos e Mestre em Biociências, especializou-se em queijos finos desenvolvendo sua dissertação de mestrado com pesquisa e desenvolvimento de queijos europeus


3
Foto: divulgação

De 11 a 14 de abril ocorreu a 3ª edição do Mundial do Queijo do Brasil, no Teatro B32 em São Paulo, evento no qual realizou-se a escolha do melhor queijeiro do Brasil. O grande campeão da competição foi Henrique Herbert (28), natural de Poço das Antas, sendo eleito o Melhor Queijeiro do Brasil, título que sustentará até a próxima edição do mundial em 2026.

A competição visou recompensar a inteligência queijeira dos profissionais, testados quanto ao saber-fazer profissional, à capacidade de produzir queijos em condições que os tiraram de sua zona de conforto e a habilidade em maturar um queijo em condições especiais.


ouça a reportagem


Os finalistas demonstraram suas habilidades perante um júri composto por renomados queijeiros e personalidades internacionais reconhecidas pela competência profissional no mundo do queijo.

Nesta segunda-feira (15) a reportagem da Rádio Independente conversou com Henrique que relatou detalhes da conquista. “Embarco de volta para casa após uma experiência profissional internacional enriquecedora. Levo comigo não apenas novos conhecimentos e habilidades, mas também uma perspectiva global mais ampla. Essa jornada me permitiu mergulhar em diferentes culturas, trabalhar em equipes multiculturais e enfrentar desafios únicos, tudo o que contribuiu para o meu crescimento pessoal e profissional. Estou ansioso para aplicar essa experiência e contribuir de forma significativa no meu contexto local, aproveitando as lições aprendidas para impulsionar projetos e colaborações futuras. Retorno com um peso imensurável na bagagem” conclui Herbert.

Henrique Herbert

O poçoantense Henrique Herbert, 28 anos, é formado em Engenharia de Alimentos e Mestre em Biociências, especializou-se em queijos finos desenvolvendo sua dissertação de mestrado com pesquisa e desenvolvimento de queijos europeus.

Atualmente reside em Toledo/PR, onde atua como Supervisor e Responsável Técnico no Parque Científico e Tecnológico de Biociências (Biopark), estando a frente de um projeto de pesquisa em queijos finos que visa agregar valor ao leite e fortalecer a cultura queijeira no Brasil.

Marcelo Cardoso
[email protected]

3 Comentários

  1. Aos amantes do Queijo, este é mais um fabricante de queijo para nos proporcionar momentos que nos deixa nosso olfato, paladar, tato, visão, audição transbordando de alegrias e porque não dizer todo corpo em si?

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui