Mesmo com pagamento do vale-gás, venda do botijão recuou 9,5% no RS

O preço médio do botijão de gás no estado é de R$ 113,30, segundo pesquisa da ANP


0
Foto: Divulgação

O Auxílio Gás dos Brasileiros, benefício distribuído pelo governo federal, não foi capaz de impedir a queda na venda de gás de cozinha. De acordo com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), houve uma queda nacional de 5,6% nas vendas de botijões de gás nos primeiros quatro meses de 2022, em comparação com o mesmo período no ano anterior. Já no Rio Grande do Sul (RS), a variação é ainda mais marcante: -9,5%. O Estado teve a segunda maior queda nas vendas de botijões, perdendo apenas para Minas Gerais – que tem queda acumulada de 10,3%.

Criado em novembro do ano passado, o vale-gás é pago de forma bimensal às famílias beneficiárias, o objetivo é contribuir para a segurança alimentar das famílias em condição de vulnerabilidade. O calendário referente ao mês de junho começou a ser pago desde o dia 17 e se estende até a próxima quinta-feira. O valor repassado desta vez é de R$ 53.

Em abril, era R$ 51. Já o preço médio do botijão de gás no RS é de R$ 113,30, segundo pesquisa da ANP. Ou seja, o valor do auxílio equivale a menos de 50% do valor de um botijão. Pelas regras do programa do governo federal, não é necessário prestar contas do recurso transferido. Podem receber o benefício famílias inscritas no CadÚnico, com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo nacional, e famílias em que um membro receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Fonte: Correio do Povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui