Metade do ano já se passou. Como estão as suas metas?

Existem aqueles que não tem metas, os que têm mas não se comprometem em atingi-las e existem aqueles que têm metas e estão comprometidos com elas


1
Gustavo Bozetti, diretor da Fundação Napoleon Hill e MasterMind RS (Foto: Maria Eduarda Ferrari)

Há alguns anos, um amigo comentou comigo que, ao longo da sua vida, nunca havia traçado metas. Confesso que fiquei surpreso, uma vez que seus resultados eram muito satisfatórios. O tempo passou e percebi que aquele empresário começou a enfrentar algumas dificuldades financeiras em virtude de decisões erradas.

A conclusão que podemos chegar é que não ter metas está muito mais para tolice do que para um ato de coragem. Existem três formas de lidar com metas e objetivos. Existem aqueles que não tem metas, os que têm mas não se comprometem em atingi-las e existem aqueles que têm metas e estão comprometidos com elas.

As pessoas que não tem metas são aquelas que estão à deriva na vida. São como barcos navegando a esmo sem saber aonde está o porto. São pessoas que podem até chegar em algum lugar, mas a probabilidade deste ser um lugar indesejável é imensa.

O mesmo ocorre com as pessoas que têm metas e não se comprometem com elas ou as engavetam. São pessoas que, na teoria, possuem uma direção, mas na prática estão tão a deriva quanto as pessoas do primeiro grupo. A chance de êxito é lançada à sorte.

Já o terceiro grupo de pessoas são aquelas que traçam suas metas, que possuem objetivos claros, que acompanham os indicadores-chave de desempenho em tempo real e que conquistam aquilo que foi planejado. Normalmente são estas as pessoas que crescem dentro de suas organizações. São estas as pessoas que ocupam lugar de destaque na sociedade. São estas as pessoas que prosperam.

Andar pela vida sem ter metas é como um atirador “sniper” numa sala escura. Por melhor que ele seja, ele não consegue acertar um alvo que não enxerga. Um atirador que enxerga o seu alvo, em compensação, pode nem ser tão bom assim. O fato de enxergar o alvo faz com que ele tenha muito mais chances de êxito do que um atirador profissional numa sala escura. Pessoas comprometidas e capacitadas na busca de suas metas formam o cenário perfeito para o êxito.

Em qual grupo você se encontra?

Metade do ano já passou. Você está no caminho das suas metas? Você cumpriu com a porção ideal do que foi planejado para o ano? Você sabe o que precisa ser feito para que o ano de 2022 seja o ano em que você conquistou aquilo que planejou? Pense nisso.

Forte abraço e até a vitória, sempre.

Texto por Gustavo Bozetti (@gustavobozetti), diretor da Fundação Napoleon Hill e MasterMind RS

1 comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui