Mianmar registra 1ª morte em repressão aos protestos contra o golpe militar

Mya Thwet Thwet Khine, de 20 anos, foi baleada na cabeça durante um dos atos no país.


0
Polícia faz barreira contra manifestantes que pedem o fim do golpe militar em Mianmar durante ato em Yangon nesta sexta-feira (19) (Foto: AP Photo)

Uma mulher baleada na cabeça durante os protestos contra o golpe militar em Mianmar morreu nesta sexta-feira (19). É a primeira vítima confirmada da repressão aos manifestantes que pedem a devolução do poder aos civis, quase 20 dias depois da queda do governo birmanês.

A manifestante morta, Mya Thwet Thwet Khine, foi atingida na cabeça em um protesto de 9 de fevereiro, dois dias antes de completar 20 anos. Ela vestia um capacete de motociclista, que não foi suficiente para evitar o tiro. Segundo os médicos, não havia chances de recuperação.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui