Milei chama presidente da Colômbia de terrorista; em retaliação, diplomatas argentinos são expulsos do país

Em entrevista, presidente da Argentina disparou contra Gustavo Petro e também contra o mexicano Andrés Manuel López Obrador


0
Javier Milei (Foto: Wikimedia)

O governo da Colômbia ordenou a expulsão dos diplomatas argentinos da embaixada de Bogotá na quarta-feira (27), após o presidente da Argentina, Javier Milei, chamar o governante colombiano, Gustavo Petro, de “assassino terrorista” durante uma entrevista.

Milei tece críticas a Petro e a Andrés Manuel López Obrador, afirmando: “Não se pode esperar muito de alguém que foi um assassino terrorista”, referindo-se ao passado de Petro como guerrilheiro. Sobre o presidente mexicano, Milei disse que “é um elogio que uma pessoa ignorante como López Obrador fale mal de mim, isso me enaltece”.

Em comunicado, o Ministério das Relações Exteriores da Colômbia repudiou as declarações do presidente argentino e afirmou que ele “ofende a dignidade” de Petro.

Não foi a primeira vez que Milei disparou contra o colombiano. Em janeiro, o argentino disse que o colombiano era um “comunista assassino” e declarou que ele estava “afundando” o país que governa.

Fonte: Veja

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui