Militares tentam dar golpe de Estado na Bolívia, diz presidente; tanques e militares invadem palácio presidencial

O comandante do Exército, general Juan José Zuñiga, afirmou que "as coisas vão mudar"


0

A Bolívia enfrenta uma tentativa de golpe de Estado nesta quarta-feira (26). Tanques do Exército e militares armados invadiram o palácio presidencial e ainda permaneciam no local até a última atualização da reportagem.

Unidades do Exército se agruparam em praças e ruas de La Paz. Em pronunciamento ao lado de seu gabinete de ministros, o presidente Luis Arce afirmou que se manterá “firme contra o golpe de Estado em curso” no país.

O comandante do Exército, general Juan José Zuñiga, afirmou que se trata de “uma tentativa de restaurar a democracia” na Bolívia e de libertar prisioneiros políticos. No palácio presidencial, Zuñiga encontrou-se com Luis Arce. A reunião foi breve, com o presidente Arce recusando se render diante do golpe. Depois disso, o general deixou o palácio.

A situação em La Paz segue tensa. Em comunicado, Zuñiga afirmou que “as coisas vão mudar”, embora não tenha confirmado o golpe de Estado. “Os três chefes das Forças Armadas vieram expressar a nossa consternação. Haverá um novo gabinete de ministros, certamente as coisas vão mudar, mas o nosso país não pode continuar assim”, disse Zuñiga a uma estação de televisão local.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui