Ministério da Saúde fará pesquisa sobre uso de máscara, diz Queiroga

Confiras as informações do programa Correspondente Independente do meio-dia


0
Marcelo Queiroga afirmou que Ministério aprova e incentivas estudos clínicos desenvolvidos no Brasil (Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, participou da entrevista coletiva semanal da Prefeitura do Rio de Janeiro, nesta sexta-feira (18), e confirmou que a pasta atenderá o pedido do presidente Jair Bolsonaro e fará uma pesquisa sobre o uso das máscaras. “O presidente está empolgado com a vacinação e, vendo outros países que já estão tirando as máscaras, nos pediu uma pesquisa sobre o uso de máscara. Então vamos fazer a pesquisa que é um parecer técnico para dar as respostas que os médicos e a sociedade em geral querem saber”, afirmou Queiroga. Outro assunto tratado na entrevista foi sobre a chegada de novos lotes de matéria-prima para a Fiocruz (Fundação Osvaldo Cruz) manter a produção da AstraZeneca. O ministro garantiu que não haverá nova paralisação na fabricação de imunizantes. Correio do Povo

Acusado de abuso sexual nas pacientes, ginecologista tem prisão preventiva decretada em Canguçu

A pedido do Ministério Público do Rio Grande do Sul, a Justiça determinou a prisão preventiva do médico ginecologista, de 65 anos, acusado de violação sexual mediante fraude, em Canguçu. Ele foi preso na quinta-feira pela Polícia Civil, sob comando do delegado César Nogueira, em um apartamento na praia do Cassino, em Rio Grande, no Litoral Sul. Ele foi denunciado pela segunda vez por crimes contra pacientes, sendo que a primeira foi em maio. O pedido de prisão, assinado pela promotora de Justiça Luana Rocha Ribeiro, consta na denúncia oferecida contra ele na última segunda-feira, onde são apontadas outras oito vítimas, todas moradoras de Canguçu. Na peça são descritos os crimes cometidos nos últimos dez anos. Correio do Povo

Policial é morto e 80 alunos são sequestrados em ataque a escola da Nigéria

Homens armados mataram um policial e sequestraram ao menos 80 alunos e cinco professores em uma escola do Estado de Kebbi, na Nigéria. A polícia, moradores e um professor confirmaram a história. O ataque é o terceiro sequestro em massa em três meses no noroeste da Nigéria, e as autoridades culpam bandidos armados que buscam resgates. Bandidos em busca de resgates já sequestraram mais de 800 alunos nigerianos em escolas desde dezembro. Alguns foram libertados, e outros continuam desaparecidos. G1

Menino morre após cair do 9º andar de prédio no litoral de SP

Um menino de 11 anos morreu, na manhã desta sexta-feira (18), após cair do 9º andar de um prédio residencial, em Santos, no litoral de São Paulo. De acordo com informações da Polícia Militar, o caso ocorreu, por volta das 9h, em um prédio localizado avenida Dr. Washington Luiz, no bairro Gonzaga. Ainda não há informações sobre as causas da queda e nem se o menino caiu da sacada ou de outro cômodo do apartamento, que fica na cobertura do prédio. Moradores disseram que escutaram o barulho forte, provocado pela queda da criança. Antes de chegar ao solo, o menino bateu no vidro do parapeito do prédio. Na calçada, era possível ver os estilhaços de vidro. O corpo dele foi encontrado na rampa que dá acesso à garagem. G1

Urso ataca 4 pessoas em cidade do Japão; animal acaba morto por caçadores

Caçadores mataram um urso pardo no norte do Japão, nesta sexta-feira (18), depois que o animal feriu quatro pessoas na cidade de Sapporo. A prefeitura de Sapporo informou em uma rede social que o urso foi exterminado. A televisão local disse que caçadores mataram o animal a tiros. Antes da morte do urso, imagens de televisão o mostraram andando por uma rua residencial, cruzando uma rodovia movimentada e arranhando os portões de um posto militar. O animal chegou a assustar os soldados, que fugiram, mas um deles acabou ferido pelo bicho. Outra vítima foi atacada pelo urso pelas costas enquanto andava em uma rua residencial. G1

Seleção feminina: Pia Sundhage divulga a lista de convocadas para as Olimpíadas de Tóquio

A técnica da seleção brasileira feminina de futebol, Pia Sundhage, divulgou na manhã desta sexta-feira a lista de convocadas para os Jogos Olímpicos de Tóquio, com 18 jogadoras e quatro suplentes, que poderão substituir eventuais atletas cortadas por lesão. A veterana atacante Cristiane ficou fora da lista. A lista de 18 jogadoras fecha um período de dois anos de preparação para os Jogos de Tóquio, desde que Pia Sundhage assumiu a seleção, em julho de 2019. Neste período, a treinadora sueca de 61 anos, bicampeã olímpica com os Estados Unidos (Pequim-2008 e Londres-2012) e medalha de prata com a Suécia na Rio-2016, convocou 61 jogadoras para 18 amistosos, em um longo trabalho de observação. Foram 11 vitórias, cinco empate e apenas duas derrotas, para França e Estados Unidos. G1

Produção e apresentação: Caroline Silva
Próxima edição: hoje, ao meio-dia

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui