Ministério da Saúde prioriza vacinação de adultos e reduz intervalo da Pfizer

Marcelo Queiroga e secretário-geral explicaram distribuição de imunizantes pelo Brasil


0
Ministro Marcelo Queiroga confirmou que o atual momento da pandemia permite que o Brasil diminua o intervalo entre as doses da vacina Pfizer | Foto: Twitter do Ministério da Saúde / Divulgação

O ministro Marcelo Queiroga confirmou em entrevista coletiva, na manhã desta quarta-feira, que o atual momento da pandemia de Covid-19 permite que o Brasil diminua o intervalo entre as doses da vacina Pfizer.

“Conseguimos alterar o intervalo das doses da Pfizer. A bula autoriza 21 dias de intervalo. Assim, conseguiremos completar mais rapidamente. Estamos em uma situação epidemiológica mais tranquila. Não estamos comemorando porque a média de mortes ainda é alta, mas já tivemos números maiores.

As políticas públicas estão melhorando a situação da pandemia”, afirmou Queiroga. Na entrevista coletiva, foi explicada a distribuição de vacinas e o ministério deixou claro que a prioridade é terminar a imunização de adultos para depois vacinar adolescentes. “Os estados que vacinaram a população com a primeira dose vão continuar recebendo as vacinas para segunda dose. Não se pretende atrasar a vacinação de adolescentes com comorbidades.

O que se pretende é garantir que os outros estados recebam as doses de maneira mais homogênea. Naturalmente, em um país continental, não terminaremos todos os estados juntos”, disse Queiroga.

Fonte: Correio do Povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui