Ministério proíbe empresários de comprar vacina para funcionários

Confira as informações do programa Correspondente Independente do meio-dia.


0
Foto: Divulgação / Ilustrativa

O governo federal disse a empresários, em reunião virtual realizada nessa quarta-feira e promovida pela Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), que a aquisição de vacinas contra a Covid-19 por empresas para imunização de funcionários será proibida, apurou o jornal O Estado de S. Paulo. Respondendo à principal dúvida de executivos e donos de negócios, alguns dos quais já se movimentavam para importar doses, representantes dos Ministérios da Saúde, das Comunicações e da Casa Civil foram taxativos: a vacinação ficará a cargo do governo, que garantiu ter imunizantes para toda a população. Além de afastar a possibilidade de o setor privado fazer uma vacinação paralela, o governo também afirmou que já tem cerca de 500 milhões de doses contratadas. Outro recado foi de que, pelo fato de ter um programa de imunização já estabelecido, o Brasil poderá recuperar o “tempo perdido” em relação a nações que já vêm vacinando há mais de um mês. Fonte: R7.COM

Governo britânico é solicitado a restringir viagens da América Latina devido à cepa brasileira

A oposição britânica pediu, nesta quinta-feira, ao governo de Boris Johnson para restringir as viagens da América Latina devido à descoberta no Brasil de uma nova cepa do coronavírus, que preocupa pelo seu possível impacto na resposta imunológica. “Mais uma vez parece que os conservadores perderam a oportunidade de contribuir para deter a propagação da Covid-19”, afirmou Sarah Olney, responsável do centrista Partido Liberal Democrata em transportes. “Estão atrasando para tomar medidas para cortar as viagens entre o Reino Unido e a América do Sul, arriscando a chegada da nova cepa”, apesar de o “Brasil já ter cancelado os voos do Reino Unido”, acrescentou. País mais castigado da Europa pela pandemia, com quase 85 mil mortes confirmadas por Covid-19, o Reino Unido enfrenta uma onda incontrolável de contágios desde a descoberta em dezembro de uma nova cepa no sul da Inglaterra, aparentemente muito mais contagiosa. Fonte: Correio do Povo

Economia criativa terá linha especial de financiamento do BRDE

Responsável por cerca de 130 mil empregos formais antes da chegada da pandemia, as empresas da economia criativa do Rio Grade do Sul terão uma linha especial de financiamento disponibilizada pelo Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE). O anúncio da oferta de crédito para o setor, que terá taxa de juro entre as mais baixas do mercado, ocorreu na manhã desta quinta-feira (14/1), em evento na sede do banco, com as presenças do governador Eduardo Leite e da diretora-presidente do BRDE, Leany Lemos. A medida se soma a outras ações já adotadas pelo governo para auxiliar a os diferentes setores a enfrentar as restrições impostas pela Covid-19 e, desta maneira, está alinhado com o eixo promoção e investimento voltado à recuperação da atividade econômica no RS. A linha de financiamento está no escopo do programa Recupera Sul, lançado pelo banco ainda no ano passado para socorrer os setores mais afetados pela pandemia. Além de crédito para capital de giro das empresas e a possibilidade de oferta para investimento no pós-pandemia, com prazos diferenciados e análise de acordo com a demanda, a linha do BRDE para a economia criativa vem acompanhada de uma nova diretriz. Fonte: Governo do RS

Google Austrália bloqueia acesso a sites de mídia como medida ”experimental”

O Google deixou de oferecer a alguns usuários australianos o acesso a diversos sites de notícias do país, uma medida “experimental” segundo a plataforma, em um contexto de tensão entre as autoridades e os gigantes digitais para obrigá-los a remunerar os meios de comunicação. A Austrália quer forçar o Google e o Facebook a pagar os editores pelo uso de seu conteúdo, sob pena de multas de até centenas de milhões de dólares. Essa regulamentação, à qual os gigantes da Internet se opõem e que deve entrar em vigor ainda este ano, seria a primeira do mundo. Ele se aplicará ao “feed de atualidade” do Facebook e nas pesquisas do Google, duas das empresas mais ricas e poderosas do mundo. Fonte: Correio do Povo

Deputado pede ao Inep que Enem seja realizado em fevereiro no AM

Após a Justiça Federal do Amazonas suspender a aplicação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em todo o estado devido ao aumento de casos de covid-19, o deputado Marcelo Ramos Rodrigues (Partido Liberal) gravou um vídeo pedindo ao Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) para que as provas sejam realizadas em fevereiro. O Enem, que tradicionalmente é aplicado em novembro, foi adiado para este mês de janeiro devido ao risco de contágio por coronavírus. O deputado argumenta que “Manaus vive uma catástrofe sanitária e seria absurdamente temerário deslocar milhares de estudantes para as escolas, com aglomeração”. No entanto, o deputado pede ao Inep “que aproveite os dias 23 e 24 de fevereiro, quando está marcada a reaplicação da prova para aqueles que estão com covid, para realizar o Enem de todos os estudantes do estado do Amazonas”. Fonte: R7.COM

Produção e apresentação: Caroline Silva.
Próxima edição: ao meio-dia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui