Ministério Público ajuizará ação sobre possíveis irregularidades em candidaturas de Lajeado

Candidata denominada como "Nega" e Dilce Fatima Fernandes concorreram pelo PSB. Ambas não fizeram campanha, fazendo zero e um voto, respectivamente.


0
Ação será ajuizada pelo Ministério Público de Lajeado (Foto: Divulgação / Rádio Independente)

As eleições municipais ocorreram no último domingo (15), mas muitos assuntos sobre o pleito ainda seguem repercutindo. Em Lajeado, duas candidatas a vereadoras pelo PSB fizeram zero e um voto: Elisângela de Farias, que é conhecida como Nega Lu, e Dilce Fatima Fernandes.

Em contato feito pela reportagem, a candidata Nega Lu informou que não sabia sobre sua candidatura e por isso não falaria sobre o caso. Já Dilce confirmou ser candidata e disse que decidiu por não fazer campanha, não dando mais detalhes sobre a situação. O caso será investigado pelo Ministério Público (MP) por suposta “candidaturas laranjas”.


ouça a reportagem

 


Na sessão da Câmara de Vereadores desta terça-feira (17), o atual vereador Waldir Blau, que não foi reeleito e ficou como primeiro suplente, apontou irregularidades na chapa. “Acredito na Justiça e provavelmente posso vir a ser titular.” Se isso for confirmado pela Justiça, segundo Blau, o único candidato eleito pelo PSB, Adriano Rosa, não assumiria a vaga.

Candidata denominada como “Nega” e Dilce Fatima Fernandes concorreram pelo PSB (Foto: Reprodução / TSE)

Quem também falou sobre o caso na sessão ordinária foi a vereadora Mariela Portz (PSDB), que ainda citou outras candidaturas que aparecem como “anulado sob judice” no sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). “Isso é muito triste, pois não encontramos com candidaturas masculinas. O que está acontecendo na cidade de Lajeado?”, questiona.

A promotora eleitoral da Comarca de Lajeado, Ana Emília Vilanova, informou que está na fase de coleta de provas sobre a situação das duas candidatas do PSB e que na semana que vem o MP irá ajuizar uma ação a respeito da situação. Por enquanto, a promotora prefere não dar mais detalhes sobre o caso. Segundo ela, ainda não há uma data exata para que o processo ocorra, mas garante que será nos próximos dias, pois questões “eleitorais são rápidas”.

Promotora eleitoral da Comarca de Lajeado, Ana Emília Vilanova (Foto: Rodrigo Gallas / Rádio Independente)

O que diz o partido

O presidente do partido, Rodrigo Conte, que também foi candidato a vereador nesse último pleito, diz que o partido foi pego de surpresa na segunda-feira (16) quando uma das candidatas se manifestou de forma precipitada. Ele se refere à “Nega”, que informou não ter conhecimento sobre sua candidatura. “Ela foi convidada, foi até o comitê, apresentou toda documentação necessária e pegou o material para fazer campanha e foi o único contato que eu tive com ela até então”, relata.

Presidente do PSB, Rodrigo Conte (Foto: Divulgação)

Conte ainda informa que orientou a candidata sobre a importância de fazer campanha e buscar votos. “Questionei se ela tinha uma família grande, se precisava de orientação em relação de como fazer campanha e ela disse que estava com muito tranquila. Então, nós também estamos muito tranquilos em relação a candidata que fez zero votos que é a Nega.”

Já se tratando da candidata Dilce, que fez um voto, o presidente relata que ela também participou de todas as reuniões do partido e recebeu todas as orientações necessárias. “Não sei por que ela fez essa votação, pois sempre imaginamos que vamos fazer muitos votos, mas o que aconteceu de fato nós não sabemos. Isso quem tem que responder são as candidatas”, pondera.

Conte reforça que o partido está muito tranquilo e que possui toda a documentação sobre o registro das candidaturas. “A Justiça tem que fazer o papel dela, tem que investigar. Os vereadores estão no direito deles de se manifestarem. O Waldir Blau é o maior interessado nisso, até porque ficou de fora”, conclui.

Texto: Gabriela Hautrive
producao@independente.com.br

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui