Moradores de Novo Paraíso depõem sobre prejuízos causados por falta de energia

Travessa Carlos Ohweiler ficou prejudicada após queda de poste de madeira


0
Travessa Carlos Olweiler em Novo Paraíso (Foto: Júlio César Lenhard)

O temporal que assolou o Vale do Taquari segue causando prejuízos e trazendo depoimentos de moradores do interior de Estrela. É o caso dos residentes na Travessa Carlos Olweiler, na localidade de Novo Paraíso. Um poste de madeira teve uma queda e acabou ficando suspenso e atravessado na via. Veículos leves conseguem passar por baixo da estrutura, embora o perigo seja iminente. Já caminhões ou veículos pesados não conseguem chegar as residências que ultrapassam o poste. “O caminhão de lixo não consegue chegar até aqui, estamos sendo muito prejudicados”, explica a moradora da via, Tânia Siqueira. Ela cita ainda problemas no atendimento na empresa responsável pelo abastecimento de energia. “A gente liga e eles dizem que não foi constatado falta de abastecimento no local, não dá para entender”, depõe a moradora.


ouça a reportagem 

 


 

A vizinha, Reni Caye, também fala da importância que a energia tem na vida destes cidadãos e lembra que a falta de água justamente em função da falta de luz. “Somos abastecidos pela associação de água, e a falta de energia também interfere no abastecimento, são vários prejuízos que depois não conseguimos ressarcimento, e a conta também não baixa de valor”, afirma.

Tânia Siqueira e Reni Caye (Foto: Júlio César Lenhard)

Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Estrela, Rogério Heemann afirma que pelo menos 500 moradores sofrem com a falta de abastecimento de energia elétrica. Na manhã desta terça-feira (8) ele afirmou que já se passaram mais de 60 horas em alguns pontos que estavam sem luz. “É um caos, a situação está pior do que imaginávamos e cada vez mais depoimentos de moradores estão confirmando isto. É uma vergonha, posso afirmar que pelo menos 500 moradores estão sem energia”, explica o sindicalista.

A Secretaria de Agricultura de Estrela afirma que é importante os moradores informarem aonde estão as situações mais críticas para que possam mapear a situação no município, e tomar providências futuras em relação à empresa que realiza o abastecimento.

Foto: Júlio César Lenhard

Texto: Júlio César Lenhard

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui