Moradores pedem mais fiscalização com veículos que utilizam desvios da BR-386 no interior de Estrela

Comissão foi criada em busca de melhorias para o local. CCR Via Sul diz que Linha Geraldo não é uma indicação oficial de rota. Trânsito para caminhões está sendo liberado na rodovia nesta sexta-feira (16)


0
Aumento no tráfego de veículos é registrado no local desde o dia 13 de março (Foto: Gabriela Hautrive)

Desde que ocorreu um acidente com morte e explosão, envolvendo um veículo de carga na BR-386, sobre o Arroio Boa Vista, no dia 13 de março, os moradores do interior de Estrela, principalmente de Linha Geraldo, localidade popularmente conhecida como “Geralda”, estão sofrendo com as consequência em decorrências dos desvios por conta de bloqueio na rodovia. Os problemas relatados são os mais variados, excesso de poeira,  alta velocidade, veículos atolando em dias de chuva e plantações sendo danificadas.

Para tentar resolver o problema, foi criada uma comissão entre as pessoas que residem no local. Elas levam as demandas para diferentes órgãos envolvidos na situação, entre eles, Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat), Prefeitura de Estrela, Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), entre outros.


ouça a reportagem 

 


 

Conforme o representante da comissão e diretor do Colégio Sinodal Gustavo Adolfo, Edson Wietholter, a maioria dos representantes destas entidades deram respostas, porém a CCR-Via Sul, concessionária que administra a BR-386, nunca conversou com os moradores de Linha Geraldo sobre o assunto, e eles se sentem desamparados. “O trânsito precisa ser controlado, a prefeitura cogitou colocar quebra-molas pela falta de disciplina dos caminhões, é possível observar alguns ultrapassando na subida, que se vem outro veículo tem que ir para valeta, a questão é sinistra”, entende o representante da comissão. O local nos últimos anos já estava sendo esquecido, conforme Wietholter.

O acúmulo de poeira nas casas e plantações também é uma reclamação recorrente dos moradores (Foto: Gabriela Hautrive)

Existe o pavimento asfáltico em apenas um dos trechos, faltando cerca de 4 km para serem feitos e diante disso, foi criado um movimento da comunidade com a prefeitura para que a obra fosse concluída. “Isso irá unificar esse núcleo local com distrito de Costão e também valorizar todas as produções agrícolas que são muito fortes e todas as agroindústrias que estão lá instaladas”, relata. Uma comissão já trabalhava desde o ano passado e com o acidente na BR-386 e aumento no movimento de veículos no local, a situação ficou ainda mais delicada. “A primeira semana foi totalmente desassistida, choveu, atolaram veículos e aumentou a poeira”.

Representante da comissão, Edson Wietholter (Foto: Gabriela Hautrive)

Mesmo com a liberação de veículos pesados, caminhões e ônibus, no sentido capital – interior da rodovia, ou seja, Estrela a Lajeado, o que deve diminuir o tráfego de veículos na localidade, os moradores relatam que a estrada precisa de cuidados. “A comunidade pede por socorro, nós não temos a dimensão ainda dos danos causados. As pessoas lindeiras, nossa coitada desse povo, assistimos alguns depoimentos e é de chorar”, diz. A reportagem questionou a CCR ViaSul sobre o assunto e o gerente administrativo da empresa respondeu que a concessionária não indica a Linha Geraldo como uma rota oficial de desvio para quem trafega na BR-386. “A rota oficialmente divulgada deve ser feita pela rodovia RSC-287, essa informação segue sendo divulgada pela comunicação da empresa e seus painéis variáveis”, explica.

Trânsito na BR-386 em Estrela

Desde o dia 13 de março havia um bloqueio na BR-386, em Estrela, por conta do acidente. No sentido interior-capital / Lajeado a Estrela já passava qualquer tipo de veículo, seja de passeio ou de carga, e no sentido contrário, capital-interior, ainda havia restrição para passagem de veículos pesados, sendo liberada entre oo final da manhã e inicio da tarde desta sexta-feira (16). A partir de agora, acredita-se que o movimento de caminhões nos desvios, como o caso de Linha Geraldo, irá diminuir e o tráfego ficará mais intenso na BR-386. A liberação total da via, com conclusão da obra, será feita em menos de um mês, com previsão para o dia dez de maio.

Trânsito na BR-386, na altura da ponte sobre o Arroio Boa Vista, em Estrela. Trecho teve trânsito liberado para veículos pesados (caminhões e ônibus) no sentido capital-interior (Foto: Artur Dullius)

Texto: Gabriela Hautrive
reportagem@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui