Moradores protestam pelo asfaltamento da ERS-129 na comunidade de Fazenda Lohmann, entre Colinas e Roca Sales

Mobilização na manhã deste sábado chega a paralisar o trânsito em alguns momentos. Ação deve acontecer até por volta do meio-dia


0
Foto: Juciara Gregory

“Cadê o asfalto que deveria estar aqui? A ERS-129 pede socorro, asfalto já!” Com cartazes como este, a comunidade de Fazenda Lohmann, entre Colinas e Roca Sales, realiza uma mobilização na rodovia na manhã deste sábado (22), solicitando o asfaltamento do trecho de aproximadamente 6 km entre os dois municípios.

O protesto, que ocorre de forma pacífica, chega a paralisar o trânsito em alguns momentos, nos dois sentidos da via. Há bastante lama e crateras na pista devido às chuvas dos últimos dias no Vale do Taquari.

O policiamento rodoviário estadual está no local e acompanha o protesto. A manifestação começou por volta das 8h e deve prosseguir até por volta do meio-dia deste sábado.

A reivindicação dos moradores é antiga. Segundo eles, os problemas com barro, poeira e buracos foram agravados depois da enchente de maio. A rota vem sendo usada como desvio da região baixa para a região alta do Vale do Taquari, depois que a ponte na ERS-130, entre Lajeado e Arroio do Meio, foi levada pela força das águas na enchente do início de maio.

“O maior problema fica dentro de Roca Sales”, reconhece o prefeito de Colinas, Sandro Herrmann, que destaca a necessidade de uma solução e apoia o movimento comunitário. “Eu sei que o Governo do Estado está atento a essa questão, mas também precisamos pressionar o governo para que depois quando tudo tiver pronto, a ERS-130 estiver interligada entre Lajeado e Arroio do Meio, a gente busque as obras de restauração do que está sendo destruído agora”, ressalta.

Os moradores não escondem a sua irritação com o secretário estadual de Logística e Transportes, Juvir Costella, que chegou a classificar o protesto como ‘politicagem’ neste semana. Rodrigo Alex da Silva, um dos organizadores, afirmou que “aqui não tem politicagem” e cobrou: “Até o dia 15 de julho a gente quer uma posição do governo”.

Em complemento, o presidente da Câmara de Indústria e Comércio (CIC) de Roca Sales, Cléber Fernando dos Santos, destacou que “está escoando por aqui toda a produção, aquilo que ainda está sendo produzido, está escoando por aqui”. “Aqui não há nada de cunho político, aqui é uma comunidade, é o município que necessita desse asfalto”, pontuou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui