Morre aos 92 anos o empresário Lourenço Castellan, fundador da empresa de móveis Florense

Ele estava internado há alguns dias e não resistiu as complicações de saúde


0
Foto: divulgação
Foto: divulgação

Conforme informações do Portal de Notícias Leouve, a prefeitura de Flores da Cunha decretará luto oficial de três dias, a contar desta segunda-feira (4), pela morte do empresário Lourenço Darcy Castellan, aos 92 anos, como forma de homenagem póstuma.

Em maio de 1953, Castellan fundou a Fábrica de Móveis Florense, empresa consolidada e referência entre as melhores grifes mundiais de móveis. A rede de franquias da Florense está presente em todo o país, além dos Estados Unidos e da América Latina.

Na política, o empresário foi presidente da Câmara de Vereadores por duas oportunidades, de 1966 a 1968 e entre 1971 e 1972. Também exerceu mandato como vice-prefeito, durante o governo de Raymundo Paviani, entre 1973 e 1977. Lourenço era casado com Noemy Castellan, com quem teve três filhos: Gelson, Eliana e Leila.

Além de grande líder, a trajetória de Castellan é marcada por feitos importantes e pela prestação de imensuráveis serviços à comunidade florense. “Seu Lourenço foi um visionário, que inspira a acreditar em nossos objetivos e sonhos. Ele nos deixa fisicamente, mas se eterniza entre nós com um grande legado de empreendedorismo, família e bem comum”, salienta o prefeito, César Ulian.

Como forma de solidariedade e reconhecimento, as bandeiras do Centro Administrativo Angelo Araldi e da Praça da Bandeira estarão hasteadas a meio mastro.

Refúgio
O sonho de construir um castelo teve início quando Castellan ainda era criança, após uma freira da Escola São José, onde cursou parte do primário, explicar a origem do seu sobrenome. Ela contou que na Itália, Castellan era quem habitava os castelos. A ideia o acompanhou ao longo dos anos e, da imaginação, foi se tornando um projeto.
A construção, inspirada em castelos que o empresário visitou na França, teve início em 30 de junho de 1979 e, após sete anos de obras, o sonho se tornou real. Nos quatro andares, há cinco cozinhas, 19 banheiros, capela, piscina, cantina e boate. São 750 metros cúbicos de madeira, telhas de cobre, vitrôs trazidos da Espanha, santos de cedro, janelas e portas de vidros facetados. Para finalizar, as iniciais LC no imenso portão de ferro da entrada.
Para que tudo saísse exatamente como idealizou, Castellan comprou uma pequena metalúrgica para fabricar as telhas de cobre, e montou uma marcenaria no interior do castelo. Outros detalhes foram feitos por pessoas contratadas, afinal ele sabia quem tinha o talento para fabricar cada parte. A mudança aconteceu no dia 22 de dezembro de 1985, e o esforço foi recompensado, já que um dos maiores prazeres de Castellan era em casa.

Fonte: Portal Leouve

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui