Morre fundador da AECA e presidente da Confederação Brasileira de Canoagem

João Tomasini Schwertner não resistiu às complicações da Covid-19.


0
João Tomasini Schwertner (Foto: Arquivo pessoal)

Natural do município de Ilópolis no Vale do Taquari, João Tomasini Schwertner, foi o fundador da Associação de Ecologia e Canoagem (AECA), no ano de 1985, no município de Estrela. Em 1988, fundou a Confederação Brasileira de Canoagem, da qual era o presidente. Ele residia atualmente em Curitiba (PR).

Schwertner faleceu na manhã deste domingo (17), aos 61 anos, em Curitiba. O dirigente foi internado há um mês na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Marcelino Champagnat, na capital paranaense, quando testou positivo para Covid-19. Ele não resistiu às complicações da doença e morreu às 10h57, segundo nota divulgada pela CBCa. O corpo de Tomasini Schwertner será cremado, em Curitiba.

Tomasini presidia a entidade brasileira desde 1989 e também comandava a Confederação Pan-Americana de Canoagem (Copac). Entre 2010 e 2014, ele foi o terceiro vice-presidente da Federação Internacional da Modalidade (ICF, sigla em inglês). Como presidente CBCa comandou inúmeros Comitês Organizadores em campeonatos sul-americanos pan americanos e mundiais realizados no país. Foi 30 Vice-Presidente da Federação Internacional de Canoagem (2010-2014).

Pai da canoagem

Para o presidente voluntário da AECA, Marco Edson Carvalo da Silva, Tomasini Schwertner foi o pai da canoagem brasileira. “Foi nosso fundador. A canoagem brasileira nasceu em Estrela com a AECA. Logo após, João fundou a Confederação Brasileira de Canoagem, também no município de Estrela. Por conta da estrutura e logística que não conseguiu aqui no Vale, partiu para Curitiba, onde fixou a sede da CBCA. Perdemos um grande amigo e o pai da canoagem brasileira.

Marco Edson Carvalo da Silva, presidente AECA (Foto: Divulgação)

Nota da AECA

“A Associação de Ecologia e Canoagem (AECA), perde não somente o presidente de sua c mas sim um grande amigo. Tomasini Schwertner, mesmo em sua posição de presidente da CBCA, sempre reservou momentos para nos orientar e indicar caminhos para resolução de problemas da AECA, mantendo-nos pessoalmente, informados de todos os assuntos referente à canoagem Seu Carinho por nossa associação era especial pelo fato de ser oriundo de nossa região e ter sido seu fundador. A família AECA está enlutada pela perda desse personagem que tanto fez para fomentar a Canoagem Brasileira e conquistar resultados expressivos em nivel mundial. Nesse momento de dor, nos solidarizamos com seus familiares e expressamos nossos votos de pesar e agradecimento à dedicação e trabalho prestado à Canoagem Brasileira.”

Atletas lamentam a perda

O falecimento repercutiu entre atletas. Medalhista de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Lima (Peru), em 2019, na canoagem velocidade, Ana Paula Vergutz lamentou a morte do dirigente em publicação no Stories, função do Instagram que permite veicular fotos ou vídeos por 24 horas. Campeão pan-americano na canoagem slalom e já garantido para a Olimpíada de Tóquio (Japão), Pedro Gonçalves, o Pepê, também se pronunciou pela rede social.

Texto: Rita de Cássia
redacao@independente.com.br


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui