Mortes causadas por acidentes de trânsito nas rodovias federais reduziram 23% no RS, em 2020

Com a maconha apreendida, traficantes poderiam produzir cinco cigarros por habitantes no estado.


0
Foto: PRF / Divulgação

A Polícia Rodoviária Federal divulgou nesta quinta-feira (4) os números em relação a atuação nas rodovias durante no ano de 2020. O policiamento registrou um aumento expressivo em apreensões decorrentes do combate ao crime nas rodovias federais gaúchas.

Foto: PRF / Divulgação

Somando o impacto causado pelas mais diversas apreensões, o prejuízo imposto aos criminosos chegou a R$ 350 milhões, quase o triplo dos R$ 130 milhões de 2019. Nessas ações, foram presos 3.429 criminosos, um aumento de 5%. Grande quantidade de dinheiro também foi apreendida, totalizando o equivalente a R$ 25 milhões na cotação atual, sendo quase 2 milhões de dólares (aumento de 304%) e mais de R$ 14 milhões (aumento de 530%).

Somando as apreensões de todos os tipos de drogas, chegou-se a quase 30 toneladas em 2020, o dobro das 15 toneladas do ano anterior. Foi uma média de 3,4 quilos de entorpecentes apreendidos a cada hora pela PRF no estado. Foram mais de 27 toneladas de maconha (aumento de 93%) e mais de 2 toneladas de cocaína (aumento de 150%) no Rio Grande do Sul. Somente com a maconha apreendida, os criminosos teriam produzido quase cinco cigarros da droga por habitante no estado.

Quase 10 milhões de maços de cigarros (aumento de 27%) foram apreendidos, numa média de mais de seis cigarros por segundo. Houve um aumento de 31% na apreensão de agrotóxicos, chegando a quase 4 toneladas.

Foto: PRF / Divulgação
Foto: PRF / Divulgação

Com relação às ações de segurança viária, houve redução de 23% no número de mortos, 11% de redução em relação aos feridos e 9% nos acidentes ocorridos nas rodovias e estradas federais gaúchas. Os dados apontam que, enquanto em 2019 ocorreram 4.595 acidentes, em 2020 o número caiu para 4.165, ou seja, são 430 ocorrências a menos. No ano passado, 235 pessoas perderam a vida e 4.771 ficaram feridas, um redução de respectivamente 23% e 11% com relação a 2019, que teve 304 mortos e 5.358 feridos. AD

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui