Moscou anuncia fechamento de serviços não essenciais por 11 dias para frear Covid

A Rússia enfrenta a pior onda epidêmica de Covid-19 desde que o início da pandemia: nesta quinta-feira, o país registrou um novo recorde de mortes, com 1.036 óbitos


1
Praça Vermelha em Moscou, em 20 de outubro de 2021 (Foto: Alexander Nemenov/ AFP)

A prefeitura de Moscou, na Rússia, determinou nesta quinta-feira (21) o fechamento de todas as empresas e organizações consideradas não essenciais de 28 de outubro a 7 de novembro, para frear os contágios de Covid-19. “Durante o período, todas as empresas e organizações de Moscou deverão interromper o trabalho”, afirmou o prefeito da capital russa, Serguei Sobianin.

Os estabelecimentos de venda de medicamentos, produtos de alimentação e de primeira necessidade poderão ficar abertos. Durante os 11 dias, teatros e museus poderão funcionar, mas com capacidade de 50%.

Os visitantes serão obrigados a apresentar o passaporte sanitário. “A experiência mostra que os dias de recesso são a maneira mais eficaz de conseguir a redução de casos e mortes”, disse Sobianin.

Fonte: G1

1 comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui