Motofretista diz que há demanda por serviço de mototáxi em Lajeado; profissão não é regulamentada no município

"É uma coisa que pode dar certo", avalia Guilherme Luís Schnorr. Em entrevista à Rádio Independente, ele relata a rotina de trabalho sob sua motocicleta


0
Motofretista Guilherme Luís Schnorr (Foto: Rodrigo Gallas)

Na edição do programa Panorama desta sexta-feira (1º) conversamos com Guilherme Luís Schnorr, lajeadense que atua como motofretista. Segundo ele, há demanda para o serviço de mototáxi no município. No entanto, atualmente não há autorização para realizar o transporte de pessoas com motocicletas pela administração municipal. “É uma coisa que pode dar certo”, avalia. De acordo com o motofretista, também não existe mobilização da categoria para que seja autorizado o serviço de mototáxi.

Os frequentes aumentos da gasolina tem refletido em resultado positivo à atividade. “A moto gasta menos que um carro”, explica ao falar da crescente demanda pelo seu serviço.

Schnorr faz uma média de 12 viagens por dia, sendo que atende, em geral, Lajeado e cidades limítrofes. Para bairros próximos do Centro o valor cobrado é de R$ 10,00, a corrida. A contratação ocorre via WhatsApp e Facebook (veja abaixo).

Ele atua no ramo há quatro meses. Seu desejo de empreender, o fez largar o emprego sob regime da CLT para atuar na área. Schnorr espera ampliar o seu negócio e, ter, um funcionário futuramente. Ele atua das 8h às 18h30.

Quando chove, ele conta que trabalha da mesma forma, fazendo uso de sua capa de chuva.

Quando indagado sobre as diferenças das profissões envolvendo os motociclistas, ele explica que o motofretista atua no fretamento de cargas leves e pequenas, enquanto o motoboy está mais ligado ao serviço de entrega de refeições. Apesar da distinção das atividades, Schnorr diz também levar refeições, por exemplo, quando é solicitado, mas se intitula como motofretista. “Levo coisas de padarias, farmácias, mercados, restaurantes [..]”, conta.

Contatos:

Texto: Rodrigo Gallas
web@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui