MP Eleitoral deve concluir investigação preparatória contra vereador de Lajeado na próxima semana

Promotora ouviu testemunhas e recebeu áudios sobre suposta compra de votos. Tendência é de arquivamento por falta de provas robustas.


0
Foto: Câmara de Vereadores / Divulgação

O Ministério Público Eleitoral em Lajeado está com um procedimento preparatório eleitoral em que apura suposta compra de votos por parte do vereador Waldir Blau (MDB), que concorreu à reeleição e ficou como suplente, com 903 votos em 15 de novembro.

A promotora Ana Emília Vilanova explicou nesta quinta-feira (10), em entrevista ao programa Troca de Ideias, que foram ouvidas testemunhas para subsidiar a apuração. Áudios também foram encaminhados ao órgão, como provas. “Ainda está em fase de investigação, que eu quero concluir na semana que vem”, destaca.

A integrante do MP adianta que não vai apresentar à Justiça Eleitoral nenhuma “ação temerária”, sem provas robustas. Neste caso, ela afirma que “tem indícios, mas ainda não tem prova robusta”. A Promotoria Eleitoral ouvirá mais testemunhas e a conclusão deve ser dada no final da próxima semana. A tendência é de arquivamento.

Saiba mais

Em 1996, Waldir Blau elegeu-se vereador pela primeira vez, pelo PT. Posteriormente, reelegeu-se em 2000, 2004 e em 2008. Em 2012 não se candidatou por motivos pessoais. Em 2016, novamente se elegeu pelo MDB. O político foi presidente da Câmara de Vereadores de Lajeado em 2003, 2006 e atualmente em 2017. Blau também foi presidente da Associação dos Vereadores do Vale do Taquari (Avat) em 2018.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui