MPF investiga presidente da Caixa por assédio sexual

De acordo com a apuração, os casos teriam ocorrido contra empregadas do próprio banco


0
Foto: Reprodução / Caixa

O Ministério Público Federal (MPF) abriu uma investigação contra o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, após ele ser alvo de denúncias de assédio sexual. A denúncia foi revelada pelo portal Metrópoles. Os casos teriam ocorrido contra empregadas do próprio banco. Em entrevista ao site, as mulheres relataram terem se sentido abusadas pelo economista em diferentes ocasiões, sempre em eventos ou viagens de trabalho.

Entre as denúncias, existem acusações de aproximação física e toques indesejados. Os casos teriam sido realizados durante viagens realizadas por Pedro Guimarães e funcionários do banco, especialmente em ações do Caixa Mais Brasil, programa criado pelo executivo para dar visibilidade à Caixa em todo o país.

Fontes ouvidas pelo R7 no MPF confirmaram a investigação e afirmaram que as diligências ocorrem sob sigilo na Procuradoria da República no Distrito Federal, já que o economista não tem foro privilegiado. Pedro já é alvo de um processo por constranger os funcionários, depois de imagens publicadas na internet o mostrarem determinando que os colaboradores do banco realizassem flexões no horário de trabalho.

As diligências estão na fase de coleta dos depoimentos e Pedro Guimarães ainda deve ser chamado para participar de uma oitiva. O MPF apura se ele se valeu do cargo que ocupa para coagir funcionárias.

Fonte: R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui