MP-RS denuncia cirurgião plástico, nascido em Lajeado, por importunação sexual, em Porto Alegre

Conforme a denúncia, o homem praticou os atos libidinosos contra as vítimas de importunação sexual; o denunciado nasceu em Lajeado, mas nunca atuou no corpo clínico da região


0
Foto: Polícia Civil / Divulgação

O Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP-RS) ofereceu denúncia contra um médico cirurgião plástico, no dia 9 de dezembro, por quatro delitos de importunação sexual, coação no curso do processo e corrupção ativa de testemunha, além da prática de violação de dever inerente à profissão exercida e calamidade pública. Os fatos delituosos, ocorridos em Porto Alegre, pelo médico lajeadense, foram praticados de 2018 a 2021.

Conforme a denúncia, oferecida por meio do promotor de Justiça o denunciado praticou os atos libidinosos contra as vítimas de importunação sexual, em sua maioria, no seu consultório médico. Cabe ressaltar que o médico Estevão José Rodrigues, de 68 anos, é natural de Lajeado, porém, nunca atuou no corpo clínico de hospitais da região.

Conforme o MP-RS, o denunciado agia sempre da mesma forma: pedia para que as vítimas retirassem toda a roupa. Em certa ocasião o médico ofereceu vantagens para uma das testemunhas do inquérito policial, a fim de negar ou calar a verdade no seu depoimento a ser prestado junto à Delegacia de Polícia Especializada no Atendimento à Mulher.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui