Mulher é estuprada com filho no colo em Goiás

Suspeito do crime está preso. Entenda o que a lei brasileira prevê para casos de estupros.


0
Foto: Divulgação / Polícia Milietar do Estado de Goiás

Um homem foi preso nesta quinta-feira (01), em Itaberaí, cidade de Goiás, após estuprar e roubar os pertences de uma mulher. Segundo informou a Polícia Militar, o homem abordou a vítima após ela sair de casa com um bebê de colo.

Na situação, o criminoso intimidou a mulher com uma faca e a levou para um terreno baldio, onde aconteceu a violência sexual. A vítima contou que o homem ameaçou a criança de morte, roubou o celular dela e mais R$ 150 reais.

A mulher registrou queixa na delegacia e o criminoso foi localizado por policiais do 34 º BPM na casa onde morava. No imóvel, encontraram o celular da vítima e as roupas utilizadas pelo homem no momento da violência.

A polícia apontou o homem como autor de outros dois estupros que aconteceram na mesma região no mês de agosto. As vítimas do sujeito o reconheceram, assim como a moto que ele usava. O estuprador vai responder pelos três estupros e pelo crime de roubo.
O estupro é considerado um crime hediondo. Atualmente a pena no Brasil é de 6 a 10 anos de reclusão para o criminoso, aumentando para 8 a 12 anos se há lesão corporal da vítima ou se a vítima possui entre 14 a 18 anos de idade, e para 12 a 30 anos, se a conduta resulta em morte.

O 13º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado em setembro do ano passado, registrou recorde da violência sexual. Foram 66 mil vítimas de estupro no Brasil em 2018, maior índice desde que o estudo começou a ser feito em 2007.

A maioria das vítimas (53,8%) foram meninas de até 13 anos. Conforme a estatística, apurada em microdados das secretarias de Segurança Pública de todos os estados e do Distrito Federal, quatro meninas até essa idade são estupradas por hora no país. Ocorrem em média 180 estupros por dia no Brasil.

Fonte: Istoé/G1/mppr.mp.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui