Mulher é imobilizada com arma de choque por não usar máscara em voo

Ela usava a proteção fácil, recomendada contra a covid-19, no pescoço quando começou a brigar com outros passageiros que estavam no avião.


0
Mulher causa confusão em voo da Spirit Airlines após se negar a usar máscara no rosto
(Imagem: Reprodução/Aviation 2 Share/Facebook)

Uma grande confusão aconteceu dentro de um voo no domingo (25), depois que uma mulher se recusou a cobrir o rosto com máscara, em trecho da companhia área Spirit Airlines com destino a Porto Rico. Ela usava a proteção fácil, recomendada contra a covid-19, no pescoço quando começou a brigar com outros passageiros que estavam no avião.

Uma agente da polícia usou uma arma de choque para imobilizar a mulher durante a confusão. O avião em que a passageira estava tinha acabado de pousar em San Juan, Porto Rico, e vinha de Nova Jersey, nos Estados Unidos.

A mulher foi identificada como Nyasy Veronique Payne e aparece gritando com um homem que veste uma camiseta branca e se chama Javier Lopez Cruz.

A confusão, que foi gravada em vídeo por um dos passageiros, continuou com Nyasy dando um soco em um funcionário da tripulação do avião. O trabalhador tentava conter a mulher, mas não conseguiu. A seguir, ela parte para cima de Javier e os amigos do rapaz atingem Nyasy com vários socos. A cena acaba com a intervenção de uma agente da polícia, que usar uma arma de choque para eletrocutar a mulher.

De acordo com testemunhas, Nyasy e alguns colegas de viagem dela se recusaram a colocar máscaras no rosto e estavam caminhando no avião, mesmo quando a orientação é ficar sentado e colocar cinto de segurança. Por outro lado, um dos passageiros alega que o grupo de homens envolvido na briga com Nyasy começou a gritar calúnias homofóbicas e racistas contra ela e os amigos.

Quando a confusão terminou, os comissários de bordo chamaram a polícia para falar com os envolvidos na briga. Nyasy foi acusada de agressão pela polícia de Porto Rico e está atualmente sob custódia policial, de acordo com o site britânico Daily Mail.

Fonte: UOL 


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui