Mulher estrelense divide seu tempo entre trabalhar como vigia e azulejista

"Aqui trabalho com os olhos, e na obra com os braços", diz Marilsa de Morais


0
Foto: Joel Alves

Após trabalhar em fábrica de calçado e frigorífico, Marilsa de Marias (38) resolveu fazer um curso de vigilante, área em que atua há 15 anos. Como trabalha 12h por 24h, percebeu que poderia fazer ainda mais, foi então que resolveu aprender uma nova profissão.

Atualmente Marilsa trabalha um dia como vigilante e no outro como azulejista junto com o seu marido que é pedreiro. Mãe, de quatro filhos, e vó, de um neto, a estrelense ainda reboca paredes quando não tem azulejos para assentar. “Aqui trabalho com os olhos, e na obra com os braços”, fala.

Marilsa aproveita para incentivar outras mulheres: “Vigilante é uma profissão quase só de homens, mas ainda tem muito espaço para as mulheres”.

Texto: Joel Alves

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui