Mulher faz hora extra para pagar cirurgia de cão que a tirou da depressão

O cão teve rompimento do ligamento cruzado na perna direita.


1
Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal

Peter Parker é um cão da raça Bulldog Inglês que ajudou a tirar a estudante de pedagogia Priscilla Vasconcelos, de 29 anos, da depressão. Ela é tão grata que hoje está fazendo hora extra, rifas e vendendo produtos para pagar uma cirurgia de R$ 6 mil reais que o cãozinho precisa fazer com urgência.

Peter Parker teve rompimento do ligamento cruzado na perna direita e sente muita dor. Ele tem 6 anos e mora com Priscilla e o companheiro dela em uma casa alugada na Granja do Torto, em Brasília.

“O orçamento da cirurgia é mais de 6 mil reais. Infelizmente só se resolve com cirurgia e logo depois com fisioterapia e não tenho condições de arcar com esse valor no momento”, contou em entrevista. Priscilla abriu uma vaquinha para ver se consegue logo o dinheiro pra pagar o tratamento.

“Peter é um anjo que veio parar em minha vida para me curar de todas as doenças que ousaram passar por mim. Sempre foi um cachorro dócil, obediente ( as vezes), inteligente, sério, preguiçoso mas muito, muito carinhoso com todos…”, diz o texto do financiamento coletivo.

Depressão

Priscilla Vasconcelos comprou Peter Parker quando ele tinha um mês porque percebeu que ele não estava sendo bem tratado.

“O dono tinha pegado o cãozinho para usar como reprodutor futuramente e ganhar dinheiro”, lembra. A boa ação foi a salvação da vida dela.

“Ele meio que caiu do céu para mim. Eu estava em um estado de depressão e ele veio como a cura, me ajudou muito no processo e se tornou meu animal terapêutico no qual eu viajava com a sua companhia. Ele me deu força e coragem para seguir em frente, por isso faço de tudo para que ele tenha o melhor tratamento de saúde do mundo”, afirma.

A descoberta

Priscilla descobriu que algo estava errado com Peter Park no mês passado, quando a família se mudou de um apartamento para uma casa alugada.

“Depois de um mês da mudança, uma certa noite ele começou a chorar e eu não sabia o que era, ele estava mancando e quando fui ver, havia um caroço perto da virilha. Passei a noite em claro no chão deitada na caminha com ele. Dei um corticoide para amenizar a dor”, disse.

No dia seguinte a veterinária que o examinou deu o diagnóstico e indicou a cirurgia com urgência.

Agora Priscila e o companheiro tentam arrumar o dinheiro necessário para que Peter Parker seja operado o quando antes.

“Comecei a vender produtos Tupperware e estou planejando pegar alguns freelas nos finais de semana para poder pagar o tratamento do meu anjo da guarda”, afirmou.

Fonte: Só Notícia Boa

1 comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui