Mulher pula do 1º andar de prédio para não ser estuprada em Goiânia

Vítima diz que não consegue movimentar as pernas.


0
Foto: Divulgação / G1

Juliane Lacerda Lima, de 36 anos, pulou do primeiro andar de um salão de beleza em Goiânia, Goiás, para não ser estuprada. Na última sexta-feira (05), ela afirmou que não sente o movimento das pernas.

A vítima está internada no Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), onde foi submetida a uma cirurgia na coluna e aguarda um posicionamento dos médicos para saber se conseguirá andar novamente.

Lima é dona de um salão de beleza no Setor Parque Oeste Industrial. De acordo com o relato dela, o criminoso invadiu o estabelecimento para assaltar e violentar as mulheres que estavam no local.

A mulher explicou que o salto foi sua única alternativa para fugir do suspeito. “Foi a única alternativa que eu tinha. Ele já tinha tirado a roupa da minha funcionária e mandou a gente subir para o outro andar. Quando eu subi, já veio na minha cabeça que eu não poderia deixá-lo fazer mal a mim nem para ela. O que eu pensei foi em pular e pedir socorro. Para nos salvar, eu faria de novo”, contou.

O caso aconteceu no dia 29 de janeiro, quando ela foi socorrida e levada ao Hugo. Três dias depois, ela passou pela cirurgia na coluna. Segundo a vítima, os médicos da unidade de saúde disseram que, por enquanto, não podem afirmar se ela irá voltar a andar, pois depende, entre outros fatores, do período de fisioterapia e da recuperação que terá após a operação.

Fonte: Istoé

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui