Mulheres são vítimas de “droga do estupro” em festa de partido alemão com presença do chanceler federal

O Social-Democrata considerou o caso "um ato monstruoso imediatamente denunciado à polícia do Bundestag"


0
Chanceler federal estava presente na festa do partido, de esquerda tradicional (Foto: Reprodução)

Um caso envolvendo nove mulheres que participavam de uma festa do Partido Social-Democrata (SPD) alemão e foram drogadas com as chamadas “droga do estupro” causa indignação no país. O comício contou com presença do chanceler Olaf Scholz.

Quase mil pessoas participaram da tradicional festa do SPD, de esquerda tradicional, antes do recesso parlamentar de verão. A polícia de Berlim informou que abriu investigação sobre casos de lesão corporal graves, após denúncia de uma jovem de 21 anos.

Até o momento, se tem conhecimento de nove vítimas, mas o partido não exclui que existam mais. Durante a festa, um das vítimas disse que havia consumido alimentos e bebidas não alcoólicas, sentiu-se mal, enjoada e tonta. Já constam na polícia outros quatro casos registrados.

Em nota, a polícia berlinense afirma ter sido alertada por uma jovem de 21 anos que, no dia seguinte ao evento, não se lembrava do ocorrido na noite anterior. A possível vítima foi ao hospital fazer um exame médico e registrou uma queixa.

Em um e-mail aos participantes da festa, que aconteceu na quarta-feira perto da chancelaria, o SPD considerou o caso “um ato monstruoso imediatamente denunciado à polícia do Bundestag”.

Muitas vezes causando náuseas e tonturas, a “droga do estupro” refere-se a diferentes substâncias psicotrópicas que muitas vezes são despejadas nos copos das pessoas para serem abusadas por meio de violência, roubo ou agressão sexual.

Fonte: Portal IG

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui