Município de Encantado é um antes e outro depois do Cristo Protetor, afirma prefeito Jonas Calvi

Gestor afirma que o grande desafio é criar atrativos para complementar a visita do turista que vem ao município para conhecer o monumento, no Morro das Antenas, próximo à Lagoa da Garibaldi


0
Foto: Divulgação

Encantado completa 107 anos de emancipação política nesta quinta-feira (29). Em entrevista ao Troca de Ideias desta terça-feira (29), o prefeito Jonas Calvi compartilhou o sentimento no município nesta semana. O mandatário destacou “como é bom poder comemorar, se reencontrar, ter eventos e festividades”, em referência ao período de restrições e isolamento social em função da pandemia de coronavírus.

Para marcar a data, Encantado tem uma série de atividades nesta semana, como o mulheres de braços abertos para o futuro, discoteca do Chacrinha, programações nas escolas, lançamento da marca do turismo da cidade, inauguração da galeria de prefeitos e vices, e inauguração de 900 metros de asfalto comunitário em Linha São Luís, com o objetivo de levar possibilidades de maior desenvolvimento ao interior. O prefeito adianta que nos próximos 15 ou 20 dias também deve ser inaugurado 1,2 quilômetro de pavimentação comunitária em Linha São Roque.

Calvi reconhece que o grande atrativo de Encantado hoje é o monumento do Cristo Protetor. “Encantado é a.C e d.C, antes do Cristo Protetor e depois do Cristo Protetor”, afirma. Ele exalta que por trás tem uma “comunidade trabalhadora, cooperativista, que trabalha e se dedica”. “Tudo o que estamos colhendo através do Cristo Protetor é pela característica da nossa comunidade de empreender, de se ajudar e construir”.

O gestor municipal conta que nesta semana deve enviar um projeto para a Câmara dos Vereadores para que seja criada a Secretaria de Turismo e Desenvolvimento. Para ele, a comunidade tem a clara percepção de uma Encantado antes e depois do Cristo. “A região também passa por essa transformação”, avalia, pelo desafio de se organizar não só para o turismo de eventos e festas, mas como um meio gerador de emprego e renda para desenvolver as comunidades.

Para o prefeito, o maior desafio de Encantado hoje em dia não é a estátua em si, apesar de a administração ter a consciência da responsabilidade que tem em relação aos acessos e nos arredores do Cristo. Calvi aponta a importância de criar condições e atrativos para os visitantes em matéria de restaurantes, lancherias, hotelaria, bem como outros pontos e atrativos no interior para complementar a visita.

Educação e gestão

O chefe do Executivo conta que Encantado inaugura, no dia 4 de abril, um novo conceito de turno inverso, inicialmente para 50% dos alunos da rede básica. Conforme ele, o foco será trazer a tecnologia e a inovação para dentro da educação. Para isso, terão espaços makers em containers com robótica, drones, impressoras 3D, entre outros implementos. Calvi diz que está no radar da prefeitura a criação de um centro de inovação na educação.

Na gestão pública, o prefeito aponta que o grande desafio interno é modernizar os processos internos, com foco na digitalização, para deixar a administração mais transparente.

Texto: Tiago Silva
web@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui