Município de Estrela cria turma de coral infantojuvenil

Projeto, que terá aulas gratuitas, pretende incentivar modalidade que vem perdendo força nos últimos anos, principalmente no interior


0
Presidente da Liga de Corais, Charles João Gregory (Foto: Divulgação)

A Secretaria Especial de Cultura, Esportes e Lazer (Secel) e o Núcleo Cultural de Estrela estão trazendo uma novidade: a implantação do coral infantojuvenil. Trata-se de um projeto que objetiva formar novos cantores, incentivando a prática do canto coral desde jovem. “Percebemos hoje um movimento de redução e até de extinção de grupos de canto coral, principalmente no interior. Precisamos reverter este movimento e valorizar esta expressão cultural tão importante na nossa história”, afirma a secretária Carine Schwingel. “E incentivar nos jovens este aprendizado poderá garantir a formatação de grandes coralistas”, completa.

O presidente da Liga de Corais, Charles João Gregory, que também será o responsável por reger este novo grupo, reforça a importância e a necessidade de valorização deste trabalho, já iniciado a partir do convênio assinado, em março deste ano, entre o Núcleo Cultural e prefeitura por meio do qual será possível fazer o pagamento dos regentes dos corais ligados à Liga. “Era uma das maiores dificuldades que tínhamos enquanto grupos de corais. Conseguir este recurso para pagar os regentes era sempre um movimento difícil. Agora, com o convênio, teremos este apoio garantido.”

Este mesmo convênio permite a implantação do coral infantojuvenil, para o qual Gregory convida os jovens a se inscrever. O projeto, cita o presidente, objetiva possibilitar a prática despertando o interesse em crianças, jovens e adultos, oferecendo aprendizado musical e a convivência com ensaios semanais e apresentações. “Agora estamos abrindo as inscrições, sendo que as atividades serão iniciadas assim que o mapa do distanciamento controlado permitir.” As aulas serão gratuitas. 

Os interessados devem se cadastrar junto ao Núcleo Cultural ou Secel, por meio do telefone (51) 3981-1122 ou pelo WhatsApp direto do professor (51) 9 8062-5332. Podem participar meninos e meninas de diferentes faixas etárias, com foco em estudantes do 6º ao 9º ano. “Queremos, na retomada das aulas, também buscar junto às escolas os talentos para formação deste grupo, que será um importante elo cultural para apresentações na cidade e até fora de Estrela, exportando e potencializando novos talentos”, reforça Gregory. AI/VM

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui