Imigrante declara situação de emergência em decorrência da estiagem

Calcula-se que cerca de 1.050 pessoas, divididas em 300 propriedades rurais, foram afetadas diretamente


0
Foto: Divulgação

O prefeito em exercício de Imigrante, Fabiano Acadroli, assinou na tarde desta terça-feira (4) o decreto que declara situação de emergência em decorrência da estiagem em toda a área rural do município. O decreto tem validade por 180 dias.

O decreto considera a ausência de chuvas desde o mês de novembro, o que causou diversas perdas, principalmente no setor agrícola e de pecuária. Calcula-se que cerca de 1.050 pessoas, divididas em 300 propriedades rurais, foram afetadas diretamente. Para amenizar as necessidades básicas, o município forneceu no mês de dezembro, pelo menos, quinze caminhões pipa de água.

Conforme o parecer da Coordenadoria Municipal da Defesa Civil, o total do prejuízo econômico no setor privado é de R$ 8.666.700,00 sendo R$ 1.422.900,00 na agricultura e R$ 7.243.800,00 na pecuária.

O laudo técnico dos prejuízos emitido pela Emater demonstra:

– perda de 50% no milho grão em 200 hectares (ha) de área atingida, perda de 720.000 Kg, com um prejuízo de R$957.600,00;
– perda de 48% no milho silagem em 1.200 ha de área atingida, perda de 23.000.000 kg, com um prejuízo de R$6.900.000,00;
– perda de 20% no plantio da soja numa área plantada de 120 ha, perda de 450.000 kg, prejuízo de R$ 247.500,00; e,
– perda de 30% na plantação da uva em 33 ha de área atingida, perda de 198.000 kg, prejuízo de R$ 217.800,00.
– perda de 15% na produção do gado leiteiro, perda de 884.000 litros, prejuízo de R$ 327.600,00;
– e na avicultura houve uma perda de 54.000 kg de frangos de corte, num prejuízo de R$ 16.200,00

Com o decreto, entre outras coisas, autoriza o município a convocar voluntários para realizar campanhas de arrecadação de recursos junto a comunidade. Além disso, os atingidos pela estiagem recebem redução no pagamento do Imposto sobre Propriedade Rural (ITR) e possibilita a renegociação de dívidas do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro), garantindo a exoneração de obrigações financeiras relativas a operações de crédito de custeio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui