Municípios gaúchos avançam na mobilização para compra direta de vacinas contra o coronavírus

Autoridades gaúchas estiveram no Instituto em Butantan, em São Paulo, para reforçar o interesse na compra de doses da vacina Coronavac


0
Foto: Joel Vargas / Agência AL-RS

Autoridades gaúchas estiveram no Instituto em Butantan, em São Paulo, para reforçar o interesse na compra de doses da vacina Coronavac. A comitiva contou com as presenças do presidente da Assembleia Legislativa, Gabriel Souza (MDB), e do presidente da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre (Granpal), Rodrigo Battistella.

O deputado entregou um ofício em nome do Parlamento gaúcho com esse objetivo, ao passo que o dirigente (que é prefeito de Nova Santa Rita) reiterou o pedido, encaminhado em dezembro, para aquisição de 3 milhões de unidades. Um dos dois imunizantes disponíveis no País, a Coronavac é produzida pela empresa farmacêutica chinesa Sinovac em parceria, no Brasil, com a instituição

Os representantes do Rio Grande do Sul entregaram os respectivos documentos ao diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, para a diretora de Projetos Estratégicos, Cintia Lucci, e para o diretor de Estratégias Jurídicas, Paulo Capelotto.

“Temos a convicção de que somente através da vacina será possível conter a pandemia”, declarou o presidente da Assembleia gaúcha. “Trata-se do instrumento essencial para resguardar a vida da população, mas também é a peça-chave para a recuperação econômica.”

Gabriel Souza considerou o encontro foi produtivo, mas fez a ressalva de que a compra direta do produto ainda depende das negociações entre governo federal e outros fornecedores – possibilidade anunciada esta semana.

“Caso o Executivo compre com outros laboratórios, o Butantan tem condições de comercializar as 100 milhões de doses que serão produzidas até setembro para outros entes”, explicou Gabriel. “Se a União optar pela produção do Instituto, todas as unidades serão entregues com exclusividade para o Ministério da Saúde.”

Em dezembro, a Granpal e o Instituto Butantan formalizaram um protocolo de intenções para a compra da vacina. O ofício entregue agora pela entidade complementa o pedido ao detalhar a quantidade de 3 milhões de doses da vacina, que corresponde ao número aproximado de habitantes dos 17 municípios que integram a região metropolitana de Porto Alegre.

A Associação esteve no Instituto representando, ainda, a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs).

Sputnik

O grupo gaúcho deve se reunir, na semana que vem, com representantes do laboratório União Química, responsável no Brasil pela vacina russa Sputnik V, do Instituto Gamaleia de Moscou. Na pauta, a possibilidade de comprar também desse imunizante.

De acordo com o prefeito de Nova Santa Rita e presidente da Granpal, o objetivo não é concorrer com o governo federal mas buscar alternativas que complementem o Plano Nacional de Imunização, para contemplar o maior número de pessoas com a máxima rapidez possível.

Fonte: O Sul

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui