Música: confira como as canções agem nos animais

Engenheiro agrônomo fala sobre o Enriquecimento Sensorial e a busca do bem-estar dos animais


0
Foto: Ilustrativa/Divulgação

Nós os humanos utilizamos a música para muitas atividades inclusive para tratamentos de saúde “Musicoterapia”. E outros animais como se comportam?

Nos suínos há trabalhos experimentais que comprovam que ouvindo músicas clássicas eles melhoram seu bem-estar, mudam comportamento e alteram os hábitos alimentares. Trabalho realizado na ESALQ-USP- Piracicaba pela Zootecnista Érica Harue Ito comparando dois grupos de suínos, um ouvindo música clássica (Johann Sebastian Bach) e outro não. Ela notou que os que ouviam música mantiveram o peso e diminuíram o consumo de ração e se mantiveram mais calmos. Outras músicas não foram testadas e nem se sabe qual a área do cérebro que foi atingida. Há muito o que pesquisar ainda. Certo que há o Enriquecimento Sensorial e a busca do bem-estar dos animais.

E vacas leiteiras o Vet. Ivan Rodrigues da Silva chamou atenção na 41° Expointer quando levou vacas Jersey e para garantir a quantidade de leite usava música eletrônica. Com isto as vacas, num ambiente estranho, não se distraem na hora da alimentação e aumentando a quantidade de leite. Elas foram treinadas com música no início da alimentação em horários determinados e se mantiveram calmas e confortáveis.

Já os produtores holandeses usam músicas clássicas para os animais produzirem mais leite. Pesquisadores da Universidade de Leicester- Inglaterra tocaram vários tipos de músicas para mil cabeças de gado. Isto era feito por 12 horas seguidas entre 5:00 às 17:00 durante nove semanas. Expostas a músicas clássicas (Beethoven) produziram 730 ml a mais do que as que ouviam músicas agitadas.

Quanto a aves de postura, a Universidade de Bristol- Inglaterra mostra que a música de vários tipos influencia positivamente o bem-estar das aves. Notaram que as galinhas de postura procuraram 159% a mais os galpões que tinham músicas Pop, Rock e Clássicas. E a preferência maior foi pelos galpões das clássicas Beethoven, Bach e Mozart.

Na região há vários produtores que deixam o rádio tocando músicas nos galpões e não estão errados. Se gostam e os animais se sentem mais confortáveis, isto representa maior produção. Quanto? Só testando.

Os cães e gatos têm audição como importante sentidos e ouvem sons tão baixos e ou tão altos que os humanos não podem ouvir. No caso de cães, foram testadas várias músicas clássicas que mantiveram os animais quietos e até dormindo. Com Heavy Metal animais agitados e latindo. Em vários trabalhos de “musicoterapia” mostra que a clássica diminui a agitação, ansiedade e frequência respiratória.

Nos gatos pesquisa em Wisconsin em Madison- EUA as músicas que agradam os felinos são as de Mozart e Beethoven. Inclusive há músicas gravadas e adaptadas para cães e gatos na Internet.

Uma coisa é certa, nada de fogos de artifícios este comprovadamente são extremamente prejudiciais aos animais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui