Na França, Macron rejeita pedido de renúncia do primeiro-ministro, após vitória da esquerda

Os resultados das eleições de domingo (7) elevaram os riscos de paralisia na segunda maior economia da União Europeia


0
Emmanuel Macron e Gabriel Attal (Foto: Divulgação)

O presidente da França, Emmanuel Macron, rejeitou um pedido de renúncia do primeiro-ministro Gabriel Attal nesta segunda-feira (8) e pediu que ele permaneça temporariamente no cargo, após o surpreendente resultado das eleições legislativas deixar o governo em um limbo político.

Os eleitores dividiram o Parlamento francês entre a esquerda, o centro e a extrema-direita, não deixando qualquer uma das facções sequer próxima de garantir a maioria absoluta para a formação de um governo. Os resultados das eleições de domingo (7) elevaram os riscos de paralisia na segunda maior economia da União Europeia.

O principal índice acionário francês abriu em queda nesta segunda, mas logo se recuperou, possivelmente porque os mercados temiam uma vitória absoluta da extrema direita ou da coligação esquerdista. Attal disse que permaneceria no cargo se necessário, mas apresentou sua renúncia formal na manhã desta segunda. Macron, que o nomeou há apenas sete meses, pediu de imediato ao premiê que siga no cargo “para garantir a estabilidade do país”.

Fonte: R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui