Na Holanda, população entra em confronto com policiais após toque de recolher

"Isso não tem nada a ver com protesto, é violência criminosa e vamos tratá-la como tal", declarou o primeiro-ministro, Mark Rutte.


0
Foto: Divulgação

Manifestantes entraram em confronto no fim de semana com as autoridades da Holanda por discordarem das novas medidas impostas pelo governo para conter o novo coronavírus. Esta é a primeira vez desde a Segunda Guerra Mundial que a Holanda adota um toque de recolher, valendo das 21h às 4h30.

No domingo (24), as autoridades fizeram uso de jatos d’água e cães para dissipar manifestantes que se reuniam em uma praça no centro de Amsterdã. Os policiais também usaram gás lacrimogênio para dispersar uma multidão que se reunia na cidade de Eindhoven. Para o ministro de Saúde, Hugo de Jonge, esse ato “ultrapassa todos os limites”.

Nesta segunda-feira (25), várias pessoas foram presas durante o ato e não há indícios de feridos. Uma estação de testes para a covid-19 foi incendiada e alguns dos participantes, que foram detidos, jogaram pedras e até facas nos policiais.

“Isso não tem nada a ver com protesto, é violência criminosa e vamos tratá-la como tal”, declarou o primeiro-ministro, Mark Rutte.

Fonte: IG

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui